Segunda-feira, 31 de Julho de 2006

Palavras oferecidas

As palavras muitas vezes são o nosso espelho, o reflexo do que somos e do que pensamos.
Neste momento penso, penso que por vezes as coisas não são como as desejamos muitas vezes queremos dar e não conseguimos ser recebidos.
Ao darmos damos com a intenção de algo melhorar, um modo de estar um sentir, um modo de estar, tanta coisa, podemos dar conselhos, podemos dar palavras, podemos dar uma mão, podemos dar um abraço, podemos dar até um beijo mas tudo o que se dá é com a intenção de que a quem se dá essa pessoa fique bem melhor ou pelo menos melhor.
Tudo isto que se dá pode ser dado de duas maneiras, pode ser dado da forma normal, pelo telefone ou pessoalmente em que a voz é um elemento fundamental e pessoalmente o gesto também tem uma quota parte importante e bem mais expressiva até.
E pode ser dado por este meio electrónico (blogs, mails, messengers, sms) que muita gente chama de virtual mas de que virtual nada tem é apenas um meio de comunicar que se pode tornar físico como uma carta com o simples click numa ordem de impressão.
A única diferença em relação á carta é o não aparecer o esborratar provocado por uma lágrima ou a mancha de uma mão suada a trair os sentimentos expressos.
Mas também se pode chorar on line tal como se pode rir e brincar apenas temos que ter um pouco mais de cuidado nas palavras transmitidas pois tudo podemos expressar.
Por tudo isto que acabei de expressar ainda bem que temos este meio pois a mais locais conseguimos chegar.
Mas nem sempre chegamos mesmo onde desejamos………..
Mas também nunca devemos para de lutar para que tal aconteça nunca
sinto-me : com força para continuar
música: La passione
publicado por ZePedro às 15:04
link do post | pensamentos vossos | favorito
|
27 comentários:
De THL [TokioHoteLover] a 31 de Julho de 2006 às 16:24
olá! bigada, são comentários positivos e sinceros como o teu que me fazem continuar! comentando o teu post de hoje, acho que realmente, podemos-nos expressar por todos os meios, basta querermos e acho que pela net, ou numa carta, ou em qualquer meio que se utilize, o + importante é a franqueza, e a sinceridade. O que nem muitas vezes acontece...
E relmente, deves ser + velho que eu.. Posso saber que idade tens?
1 beijo muito grande
De ZePedro a 31 de Julho de 2006 às 16:36
Obrigado por teres voltado aqui para satisfazer a tua curiosidade tenho 45 anos de idade embora a idade de espirito não a consiga quantificar pois consigo dialogar seja com quem for e mais te digo que tu não deves ter mais de 18 anos mas o que eu acho é a tua abertura de espirito para qualquer tipo de leitura
Volta sempre que eu tambem voltarei
De FM a 31 de Julho de 2006 às 17:19
Pezitoooo

Por vezes, quando achamos que nada vamos dizer, apesar de muito queremos expressar, é quando dizemos o que realmente nos vai na alma.
As novas tecnologias só vêm ajudar. assim dão-nos que pensar e podemos estar sempre perto dos pensamentos, já que da pessoa nem sempre é assim tão simples.

Beijo enorme

FM
De ZePedro a 1 de Agosto de 2006 às 10:06
Temos sempre que expressar o que nos vai na alma e todos os meios que agora temos só ajudam a que o que expressamos chegue bem mais depressa a quem interessa.
Beijos para quem interessa sempre
De Angela a 31 de Julho de 2006 às 20:11
Querido José Pedro,
O quanto entendo este teu comentário de hoje. As novas tecnologias têm a particularidade de nos podermos exprimir no momento...sem preconceitos nem medos....com aqueles que sabemos que nos podem ajudar ou a quem pretendemos ajudar (ou apenas mimar)
Poucas palávras encontro para te exprimir o quanto me toca pessoalmente este teu comentário de hoje. Sei o que ele representa e o que com ele pretendes exprimir = igual a ti próprio
Podes rir, chorar, zangar ou até "flirtar" através destas novas tecnologias. Não são um perigo como muitos as intitulam...mas sim uma oportunidade única de estar quando não se está....de mostrar com uma simples sms que não esquecemos a pessoa...nem que seja com um poema que já rodou por milhares de telemóveis
Não percas esta tua capacidade e teimosia em te manter perto por estas tecnologias porque acredita....muito ajudas e isso é de louvar
Um beijo carinhoso
Não estragies o que de belo tens em ti
De ZePedro a 1 de Agosto de 2006 às 15:28
Este post é para ser sentido para alem de ser lido com os meios que temos á nossa disposição com imensa facilidade expressamos o que desejamos a quem o desejamos.
Sou sempre eu seja aqui seja em que lugar for e darei o que tenho a dar sempre que o desejar
Por isso vou ser sempre teimoso em relação ao que gosto e ao que acredito e insistir sempre e sempre acredita
Beijo
De Rui Barbosa a 31 de Julho de 2006 às 22:43
Penso que os comentários estão a fugir um pouco ao verdadeiro tema do post. Este trata de relações interpessoais e não de tecnologias (estas são apenas um fragmento do post), e quanto a isso, independentemente de ser uma carta, um e-mail ou um sms, o que importa é que é escrito por alguém, e não pelo próprio equipamento.

Quanto à partilha interpessoal de que se fala no texto, da luta que é preciso travar para atingir objectivos que já estão, muitas vezes, à partida, condenados a falhar, só posso dizer uma coisa: não acho que devamos ficar presos a lutar por algo que teima em dizer "não", porque, enquanto isso, as horas passam, as rugas inflaccionam e o fim aproxima-se. É, então, necessário saber quando partir para outra, para evitar que "o não sermos recebidos" nos impeça de procurar quem receba e reenvie em duplicado.
De ZePedro a 1 de Agosto de 2006 às 10:10
A grande vantagem destes textos que em várias coisas falam é de que quem lê pode seguir o caminho que deseja seja o global ou um pequeno algo que lhe chama á atenção.
Apenas complemento as tuas palavras com uma discordancia se não sentirmos que estamos condenados a falhar devemos lutar sempre não podemos ser derrotistas se o sentimos mesmo temos que ir á luta até recebermos aquele NÃO que resposta não tem.
Escreve sempre gosto de ler as tuas opiniões
De Rui Barbosa a 2 de Agosto de 2006 às 19:59
"Não passes o tempo com alguém que não esteja disposto a passá-lo contigo."

Gabriel José García Márquez
De ZePedro a 3 de Agosto de 2006 às 09:18
Muita razão tem o escritor mas continuando por vezes é preciso sabermos o que é que a pessoa realmente sente e deseja e não é apenas a primeira reacção que conta...
Saberes de experiencia feitos....
De lt a 1 de Agosto de 2006 às 12:41
Tenho de corcordar com tudo o que escreveste neste post, poderemos sempre dar alguma coisa, para que as pessoas vejam outros pontos de vida, situações, enfim um enumarado de coisas, afinal todos precisamos um pouco de palavaras sinseras e boas para nos sentirmos bem, falo em palavras , mas tambem das outras maneiras que escreveste.
Mas tambem pena é quando damos e as pessoas pensam errado sobre isso e tiram ideias erradas da nossa maneira de dar, sem esperar nada disso, so pelo simples facto de queresmos dar ou ajudar um pouco, isso a mim deixa-me muito com receio de dar, sobre pena duque vão pensar a respeito de dar.
As palavras são sim o nosso reflexo, so que muitas das vezes não somos aceites pelos nossos verdadeiros reflexos, o que é uma pena.
Tambem temos o caso de darmos muito e ficarmos esgotados de palavras, para continuar, pois acontece que nos leva a pensar que nem sempre o que pensamos ou sentimos encaixa na sociadade em que vivemos.
Sobre este meio de dar tambem não acho que seja assim tão mau como muitos pensam, ..pena tenho em estar a perder um pouco a vontade de continuar tambem neste meio a dar....mas espero continuar a dar sempre alguma coisa como ate hoje a sem pensar no que me vão dar em volta e sem pedir nada , dar porque é assim que "deve" ser, e me sinto bem assim.
Espero não ter saido muito do tema que aqui esta esposto.
Boas contuniações, para o teu blog...
De ZePedro a 1 de Agosto de 2006 às 15:10
Em primeiro lugar benvindo/a a este pequeno espaço.
Por outro lado tenho que dizer que é sempre bom encontrar algeum que partilha do mesmo modo de pensar que é o que eu estou a ver nas tuas palavras.
Mas tenho que dizer nunca te canses de ajudar seja por esta via ou por outra e nunca te canses de dar pois vai aparecer quem te dê a tiu tambem é apenas uma questão de oportunidade
Volta sempre
De lt a 2 de Agosto de 2006 às 00:39
Eu não me quero cansar não,mas cada vez mais penso que não vale a pena, isso.
As pessoas cada vez mais pensam em si mesmas e se esqueçem, que certas palavras ou certas atitudes doem muito, pena é não usarem as palavras certas que deveriam usar, quando delas precisamos.
Sera mesmo que isso vai aparecer a oportunidade, para mim..., mas vou tentar sim sempre dar o meu melhor seja muito ou pouco, mas sempre de coração aberto a tudo e para todos.
Apesar de nem sempre a coragem e força estar comigo.
Obrigado pelas boas vindas, tentarei voltar sempre que me for possivel, apesar de que faço uns comentarios um pouco longos...
De ZePedro a 2 de Agosto de 2006 às 09:38
Vale sempre a pena se calhar é apenas necessário escolher melhor os receptores para termos mais certezas relativamente ao que transmitimos e a tua oportunidade de certeza que vai aparecer apenas tens que ter muita atenção para não a deixares fugir essa é mesmo a questão fundamental pois acaba sempre por nos aparecer.
E quando a prosa é agradável nunca são longos os comentários.
Aparece
De Ana a 1 de Agosto de 2006 às 14:49
Concordo contigo as palavras reflectem sempre o que somos, através delas conseguimos desvendar um pouco a personalidade (alma)do autor, embora do meu ponto de vista acho que a interpretação de um texto ou seja do que for, depende também um pouco de quem o lê...da personalidade de cada um ou até do estado de espírito na altura.
Existe sem dúvida sempre uma dávida , quem se disponibilizou a escrever, é porque tem algo a transmitir a partilhar, o receptor se leu é porque deseja receber a mensagem, seja porque motivos for.
Ainda bem que temos como dizes tantas formas de comunicar hoje em dia, a mensagem chega a muitos mais e quem lê, se para isso estiver disposto acaba por entender e o que pretendemos transmitir acabará por chegar onde realmente desejamos, temos de ser persistentes...E do que conheço de ti sei que és, com a tua força e serenidade consegues.
E a música La passione ", é sem dúvida o teu rosto, linda, intensa de uma delicadeza maravilhosa.
Gosto de te ler, continua.
Ana
De ZePedro a 1 de Agosto de 2006 às 15:18
Como sempre é um prazer ler as tuas palavras e temos sempre que comunicar muito e sempre que o desejamos com quem desejamos.
Em relação á musica estás a divulgar muito de alguem que se esconde nas palavras o que vale é que pouca gente a deve conhecer....
Beijos
De marisa a 2 de Agosto de 2006 às 16:06
ola menino ze pedro achei mto interessante o teu texo, depois de ler li os post k são tao variados k li reli , e as palavras sao mto belas e tem muito significado se forem ditas ou escritas no seu tempo, e sou da opiniao que ha sentimentos k as palavras nao descrevem por serem sentimentos grandiosos, e obvio k temos bons meios de comunicaçao e rimos e choramos seja por carta, blogs, mails, sms...

mas, aki isto nao e mto relevante, o importante e utilizarmos os meios k dispomos.
sim, dizer as pessoas k amamos, manter as amizades seguras com confiança no bem e no mal, e darmos as palavras mais bonitas ao amor nao deixar de dizer k se gosta. amanha pode ser tarde para dizer akilo k ficou por dizer... beijo marisa
De ZePedro a 2 de Agosto de 2006 às 16:18
marisa
Gostei de te ver aqui sou sincero já tenho lido os teus comentários noutros locais e é sempre agradável ler-te.
Ainda bem que gostastes é sinal que de quando em vez virás dar uma espreitadela.
A força das palavras pode ser infinita se as soubermos usar nas alturas certas e nunca nada por dizer devemos deixar
Beijos para ti
De Cristal a 2 de Agosto de 2006 às 16:41
Palavras..... que nos fazem sonhar, que nos fazem
odiar, que nos fazem sofrer , nos fazem sorrir, nos fazem amar, nos fazem ajudar .....
bem se fosse a escrever, escrevia, escrevia e nunca mais parava, gostei.
De ZePedro a 2 de Agosto de 2006 às 16:47
As palavras tudo nos fazem Cristal depende sempre de quem as diz e como são ditas e tambem como são sentidas.
E gostava que tudo isso escrevesses ia adorar ler
Beijo agradecido
De Cristal a 2 de Agosto de 2006 às 18:02
Ai Zé Pedro além de ser uma tagarela como me
chamam os amigos, adoro escrever , entre outras
coisas, mas vais me lendo por aqui.
De ZePedro a 3 de Agosto de 2006 às 09:21
Se és mesmo uma tagarela isso é bom quero que quem aqui venha deixe algo palavras do que pensam e sentem é sempre bom partilhar essas coisas,
Volta sempre
De Vera a 2 de Agosto de 2006 às 23:59
Ainda bem que existem estas novas tecnologias, porque sem elas não se teriam já conhecido pessoas fantásticas!
Embora de uma forma virtual, pode-se fazer amigos, gostar, "flirtar", desabafar, amar... e sei lá que mais!
Eu, mesmo virtualmente, mas sem ter perdido a esperança que um dia será real, já arranjei amigos! E tenho a certeza que bons! Não chegamos sempre onde gostaríamos, claro, mas podemos sempre tentar!
Continua AMIGO! Beijocas
De ZePedro a 3 de Agosto de 2006 às 09:15
Este é um meio maravilhoso para se comunicar e um optimo principio de conhecimento quando correctamente usado ainda bem que apareceu bem como ainda bem que aparecem pessoas que são especiais e verdadeiros Amigos adorei reler-te volta sempre
Beijos
De madalena a 28 de Agosto de 2006 às 11:40
Obrigada pelas palavras que já me ofereceste.
Obrigada pelas palavras que calaste quando sabias que não era o momento indicado para as dizeres.
Obrigada por teres sentido nas minhas palavras as minhas alegrias, as minhas tristezas, as minhas frustrações, as minhas lágrimas....
Obrigada por ouvires sempre com a tua calma as minhas palavras, nem sempre muito agradáveis.
Obrigada por seres meu amigo sempre, nos melhores e nos piores momentos.
Bjokas gandes
Madalena
De ZePedro a 4 de Setembro de 2006 às 13:37
As palavras são ditas ou caladas no momento certo, cabe em nós termos a sensibilidade para escolher os momentos
Beijos para ti

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.pensamentos recentes

. Desejar e querer

. Dia de lembrar o primeiro...

. Dependencias

. Escutas Telefónicas

. Indignação

. Dia Mundial do Beijo

. Desodorizantes

. Escrita

. Cena do quotidiano

. Horários

.arquivos

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.Locais com imenso interesse

blogs SAPO

.subscrever feeds