Sexta-feira, 15 de Setembro de 2006

A mentira é lixada

Este título é inspirado com a devida vénia no título de um livro que li à muitos anos da autoria de Miguel Esteves Cardoso “O amor é fodido”.

A mentira

Algo que nos rodeia sempre

A mentira dura, a mentira branca, a mentira piedosa, palavra com imensos adjectivos.

Poderia estar aqui horas a adjectivar a mentira que ela não deixava de ser mentira.

Todos nós pessoas normais temos por hábito dizer que somos sinceros e até o somos na generalidade.

Mas por alguma qualquer razão em certos momentos mentimos

Para que não nos chateem mais

Para termos paz

Para dizermos o que certas pessoas gostam de ouvir

Porque sim

Mas acabamos sempre por ser apanhados pela mentira

E isso acaba por dar grandes lições

Por vezes são lições apenas morais

Por vezes perdemos algo que desejamos

Mas ela por vezes lá sai

Ou então tudo não sai e temos a omissão, essa talvez não intencional mas apenas por bloqueio inconsciente

É da nossa natureza por mais que tentemos

Falo por mim

Embora ela a mentira nos dê enormes lições

Porque é que a mentira foi inventada?

E é tão usada?

Não sei mas teremos sempre que viver com ela

Tentando sempre que ela nunca nos afecte

sinto-me : Aliviado
música: It's all in the game - Isaac Hayes
publicado por ZePedro às 11:24
link do post | pensamentos vossos | favorito
|
39 comentários:
De Ana a 15 de Setembro de 2006 às 14:23
Esta fulana da mentira é mesmo lixada aparece em todo o lado, onde e quando menos se espera, sem querermos sem a convidarmos a fazer parte das nossas vidas, mas ela está presente todos os dias, e se umas são mentirinhas piedosas, desculpas, para conseguirmos viver com alguma paz, existem também grandes mentiras, daquelas que magoam a valer, e ainda quem as mascare de meias verdades, existem meias verdades, não sei, só sei que a mentira é quase uma instituição faz parte da vida de todos nós, não me venham dizer que nunca mentiram.
Até uns tempos atrás eu tinha a mania que era muito sincera, mentir nem pensar, mas dei por mim a omitir algumas verdades a trocar-lhes os nomes a sorrir quando me apetece chorar, falar baixinho quando me apetece gritar...Tenho é obrigação de não magoar, nem pisar ninguém com estas mentiras, nem maiores nem piores, apenas mentiras, a que me vejo obrigada a cada dia, para conseguir sobreviver.
Não imagino quem teria inventado a mentira, mas onde houver um homem ou mulher, mais tarde ou mais cedo ela aparece.
Adoro estes teus posts .
Beijos sem nenhum tipo de mentira
Ana
De ZePedro a 18 de Setembro de 2006 às 09:41
Sim gostava de saber quem a inventou.
E é mesmo acabamos sempr em certos momentos por diversas razões acabar por mentir mas desde que não se torne numa maneira de ser nem num modo de vida não é grave.
Mas a verdade sobrepõe-se sempre e a mentira acaba sempre por vir ao de cima de um modo normal ou encapotado
mas quando temos consciencia da verdade e da mentira se formos mesmo nós acabamos por por a mentira no saco e manda-la para o rio
Beijos para ti
De Madalena a 15 de Setembro de 2006 às 14:28
A mentira sempre existiu e sempre existirá.
Às vezes mentir provoca danos irreparáveis, outras vezes mentir evita discussões desnecessárias, tristezas, lágrimas....
Então o que fazer? Mentir ou ser sempre sincero?
Eu por norma sou sempre sincera. Poderei omitir, o que é diferente, mas às vezes assumo que também minto. Quando sei que não vou prejudicar ninguém, quando acho que a verdade não é assim tão importante e que se disser a dita mentira piedosa vou evitar tristezas ou confusões, ai minto, sim.
Fico sempre é na esperança de não ser apanhada, porque mentir não deixa de ser mau e ninguém gosta de ser apanhado.
Quanto a mim a mentira pode ter duas vertentes: a positiva e a negativa.
Positiva porque se pode aprender muito e servir de lição e negativa porque normalmente quando se é apanhado é complicado depois voltar a haver confiança.
Por isso, acho que cada um deve decidir por sim mesmo o que é melhor perante a situação que se apresentar. Não quero com isto dizer que andem por ai a mentir assim a torto e a direito, ok??? lol
Beijos verdadeiros
Madalena
De ZePedro a 18 de Setembro de 2006 às 09:44
Concordo, para mim não existe ninguem que não minta, pode é evitar ao maximo a mentira e não fazer dela um modo de ser ou estar.
Cada vez por mim evito mais mas em certos momentos alguma se escapa
Mas está a escapar cada vez menos
Beijos
De FM a 15 de Setembro de 2006 às 17:36
por vezes, mentimos porque não temos coragem para assumir o que somos; porque não queremos magoar, ou sermos magoados. Mas por muito nobre que seja a nossa causa, e que geralmente nos convence e deixa o nosso sub-consciênte acalmar; Já reparaste que, quando nos mentem a nós, nos sentimos traídos e realmente muito magoados?
Pois bem, foi essa mesma razão que me encorajou para não dizer senão, as mentiras piedosas. (as mentiras unicamente aos progenitores!)
BJ honesto

FM
De ZePedro a 18 de Setembro de 2006 às 09:51
Quando as dizemos se formos coerentes connosco pensamos sempre que são piedosas...
Pelo menos para nós são...
O pior ás vezes é depois
Mas mantem-te assim
Beijos
De FlordeLis a 15 de Setembro de 2006 às 19:22
Sempre disse e repito, não há ninguém completamente sincero em todos os momentos da sua vida,por uns motivos ou por outros, às vezes somos obrigados a isso, porque sabenos que a verdade é bem mais dura que uma mentira,mas esquecemo-nos sempre é das consequências que essas mentiras podem causar mais tarde ou mais cedo, e como o ditado mesmo diz" é mais fácil apanhar um mentiroso que um coxo!"
De ZePedro a 18 de Setembro de 2006 às 10:01
Teem consequencias as mentiras mas nem sempre sentimos as consequencias
Mas se tivermos um certo cuidado podemos cada vez mais evitar a mentira
Beijos
De marisa a 15 de Setembro de 2006 às 21:20
tb detesto a mentira e esta tudo dito... deixo te um
De ZePedro a 18 de Setembro de 2006 às 10:05
E quem gostará?
Beijos
De marisa a 18 de Setembro de 2006 às 17:11
nao sei se gostam mas conheço pessoas k nao vivem sem ela...
De ZePedro a 19 de Setembro de 2006 às 08:57
Infelizmente tantas mas c'est la vie
De Lobaaaaaaaaaaaaaaaa a 15 de Setembro de 2006 às 21:47
Mentira... quem nunca mentiu que levante o dedo...
...........................................................................

Pois... ninguém. Porque será? Porque já todos, em algum momento, mentimos intencionalmente ou não. Mas mentimos!

Há mentiras bem graves. Outra nem por isso.

Mas uma coisa é certa... mais facilmente se apanha um mentiroso que um coxo...

]Beijos[

P.s. Hoje os parenteses são abertos... ehehehe
De ZePedro a 18 de Setembro de 2006 às 11:03
Pois é a mentira é sempre apanhada por isso quando é usada deve ser com a consciencia das consequencias
E cada vez mais baralhado estou com os parenteses
Beijos
De Lobaaaaaaaaaaaa a 18 de Setembro de 2006 às 14:36
José Pedro, obrigada por partilhar comigo o seu louco desejo louco... mas pode fazer-me o favor de lá voltar, desigualmente, e reler o post... creio que não fui muito clara... e reformular a sua resposta?

Obrigada.

[Beijos, hoje mais do que nunca, com parenteses fechados]
De ZePedro a 19 de Setembro de 2006 às 08:59
Voltarei sim já reli e creio que estou a caminho de entender, mas com uma enorme mas mesmo enorme curiosidade em saber o verdadeiro significado dos parenteses
Beijo sem nada mais
De Lobaaaaaaaaaaa a 19 de Setembro de 2006 às 09:32
ahahahahhahahahahaha

[ ]
De ZePedro a 22 de Setembro de 2006 às 12:38
Tu ris mas num dizes ao eu....
Joca
De Maria Alfacinha a 15 de Setembro de 2006 às 23:48
Costumo dizer que não minto por preguiça; dá um trabalho imenso lembrar-me de como, onde ou quando menti. Mesmo hoje, encho o peito de ar e digo a verdade. Depois fecho os olhos e espero pela pancada :-)
Obviamente que estou a generalizar. Mas não acredito em mentiras piedosas aquelas que se dizem para evitar discussões. Se alguém me pede uma opinião e eu sei que a minha resposta vai magoar recuso-me a responder. Faço o meu melhor sorriso e desvio o assunto. Respondo que não querem saber a minha opinião e em última instância sou até capaz de dizer que não tem nada a ver com isso, mas recuso-me a deixar que alguém pense que eu a apoio ou compreendo ou concordo quando isso não é verdade.
Já aqui foi dito que, mais depressa se apanha um mentiroso do que um coxo e a experiência diz-me que sempre, mas sempre, se descobrem as mentiras. E quando isso acontece perde-se algo que não recuperamos nunca mais. Não vale a pena tanto desperdício. Mas foi assim que ganhei a fama de mau feitio :-)

Beijo sem mentiras
De ZePedro a 18 de Setembro de 2006 às 11:07
Acabam sempre por ser descobertas
Mas ao contrario de ti agora que fujo da mentira como o diabo da cruz quando me pedem uma opinião dou mesmo que saiba que não vão gostar, se a pedem é porque querem e por isso teem mesmo que a ter.
Mas somos todos diferentes e ainda bem
Viva a diferença
Beijos
De Angela a 16 de Setembro de 2006 às 03:32
Mentir ou omitir : eis a questão! Pois bem o que tenho a dizer sobre este assunto de forma pragmática é que toda a gente sabe que todos somos alvos de mentiras na nossa vida....a questão é tentarmos colocar-nos no lugar da pessoa em causa a quem mentimos ou omitimos algo e reflectir sobre como reagiriamos ao inverso ??? Provávelmente muito mal
Pois bem embora a mentira para mim seja altamente condenável, a omissão não o é menos se estamos num clima de confiança com a outra parte. O grande problema é que a confiança que leva muito tempo a construir desmorona em segundos quando a pessoa que se deu de forma honesta e sincera sente que o reverso não foi respeitado
Vítima a pessoa que mentiu ou omitiu ? Não. Vítima a pessoa a quem foi mentido ou omitido ? Sim

Quem opta por uma destas duas situações tem plena consciência que caso esteja a lidar com alguém frágil e em clima de abertura....tudo pode deitar a perder. Quer correr o risco....tem de aceitar as consequências

Fica bem,
Angela
De ZePedro a 18 de Setembro de 2006 às 11:10
Quando se mente ou omite acaba por existir sempre consciencia do erro que se faz sem duvida nenhuma, mas quando se aceita com frontalidade e não se repete dá uma certa paz e espirito pois a mentira tal como os erros não deve nunca ser repetida
Beijos
De Fenix a 17 de Setembro de 2006 às 15:59
A mentira é sempre a mentira, por mais que lhe chamemos outros nomes...verdade é q todos já o fizemos, porque isto de viver numa sociedade faz-nos acreditar que somente com algumas mentiras piadosas poderemos sobreviver.
Por vezes sofremos com a mentira, mas tb tiramos lições de vida e isso é muito importante.
Não gosto de mentir e só o faço qdo nada mais m resta para fazer, mas nunca o faço com alguém das minhas relações mais intimas, mas no trabalho dou comigo muitas vezes a omitir as coisas...como eu disse esta coisa de viver numa sociedade é muito lixado....
A mentira existe pq existe o ser humano.
Beijinhos doces da Fenix
De ZePedro a 18 de Setembro de 2006 às 11:12
A mentira existe porque existe o homem e tambem porque existe esta sociedade
Beijos
De melinha a 18 de Setembro de 2006 às 16:57
é verdade bizinho...a mentira é lixada mas mtas vzs recorremos a ela por pensarmos k nos vai safar de alguma coisa. mas nunca pensamos num ditado k e certo. "a verdade vem sempre ao de cima" e qd isso acontece temos de facto uma liçao podemos pensar n mentir mais mas voltamos sempre a mentir n por ser mtas vzs n por ser inevitavel mas por pensarmos ser necessario sem pensarmos nas consequencias pois mais cedo ou mais tarde a verdade acaba por se desvendar da melhor ou da pior maneira mas enfim...mentir e um erro humano e por mais k keiramos nunka deixaremos de o fazer lol bjs
De ZePedro a 19 de Setembro de 2006 às 09:01
Muito bem dito bizinha mas vamos faze-lo cada vez menos até ao momento em que nos possamos esquecer que ela existe
Beijos
De melinha a 23 de Setembro de 2006 às 17:46
sim bizinho e a chave pra isso é pensarmos k mais cedo ou mais tarde a verdade acaba sempre por ser descoberta..ja la dizia a minha avó: é mt feio mentir eheh bjinhos e bom fds

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.pensamentos recentes

. Desejar e querer

. Dia de lembrar o primeiro...

. Dependencias

. Escutas Telefónicas

. Indignação

. Dia Mundial do Beijo

. Desodorizantes

. Escrita

. Cena do quotidiano

. Horários

.arquivos

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.Locais com imenso interesse

blogs SAPO

.subscrever feeds