Segunda-feira, 2 de Outubro de 2006

Tríptico das relações – Parte I

Ao ouvir uma pequena notícia na televisão relativa à prostituição não pagar impostos e isso ser algo que poderia geral um volume enorme de receitas a mente como é normal começou a divagar, a classificar e acabou aqui.

Assim acabei por classificar as relações físicas em três grandes grupos.

- A relação paga

- A relação física

- O fazer amor

 

Daí o tratar deste tema ser feito em três partes cada uma delas relatando um destes grupos, como sempre as minhas palavras não serão um auto de fé mas apenas um conjunto de ideias suportadas em experiências de vida.

 

A relação paga

 

Para mim a relação paga é o acto em que um dos intervenientes paga ao outro um determinado montante para que o outro preste um serviço que tanto pode ser puramente sexual ou apenas com indício de sexo que pode ou não vir a existir.

Só falarei aqui na compra de serviços por homens a mulheres embora exista também o contrário mas não tenho conhecimentos suficientes para nisso falar.

Este tema durante uns tempos exerceu sobre mim uma curiosidade imensa por isso numa dada altura da minha vida decidi ler, ver e investigar.

Comecei pelo chamado alterne, bares ou casas em que existem mulheres que fazem companhia aos homens em troca do pagamento de bebidas adulteradas e com preços completamente estúpidos, observei o ambiente algumas vezes e fiz o papel de consumidor também.

Resumindo paga-se para se ter a ilusão que se está acompanhado que se é acarinhado, mas se se olhar friamente verifica-se que esse carinho e companhia apenas existe enquanto as bebidas forem chegando à mesa ou seja é uma troca bem desfavorável para quem paga mas muita gente paga para ter este tipo de relação que nada dá, apenas uma ilusão de se ter algo que se deseja mas que nunca se alcança, não entendo o pensar de certos colegas homens mesmo por mais que me esforce.

Depois temos a prostituição propriamente dita em que o homem paga à mulher para ter relações sexuais.

Também depois de observar em vários ambientes verifiquei que o que leva um homem a escolher uma mulher também não tem padrão definido, pois tanto pode ser o preço, o serviço oferecido, ou alguma característica física da mulher.

Para conhecer experimentei, escolhi em termos meramente estéticos alguém que possivelmente me poderia agradar e fui, pois fui mas nada consegui fazer, pois o ouvir, despe-te, lava-te, anda, então?....

Tirou toda a vontade que pudesse existir.

Ainda tentei uma outra vez com alguém que parecia bem mais requintada e na realidade era, o ambiente era diferente, a postura também mas no fundo eram apenas um conjunto de técnicas para que eu atingisse o meu prazer o mais rapidamente possível para que a sessão terminasse rapidamente, e tal como da primeira vez nada consegui fazer.

Serei diferente? Não o sei apenas sei que este grupo para mim nada me diz

sinto-me : desta maneira nunca
música: Je t'aime moi non plus
publicado por ZePedro às 09:45
link do post | pensamentos vossos | favorito
|
55 comentários:
De Madalena a 2 de Outubro de 2006 às 10:08
Bem, espero que ainda possa comentar neste teu espaço....Tu saberás o porquê disto dizer, mas como sabes, escrever para mim é um prazer e gosto de trocar ideias com outras pessoas com ideias iguais ou diferentes.Assim aprendemos.
Quanto a este tema, não será o mais indicado para ser comentado por mim enquanto mulher e digo isto porque nunca recorri a este tipo de serviço e também sinceramente não me imagino a fazê-lo.
Conheço amigos homens que tal como tu recorreram algumas vezes e que também não conseguiram tirar nenhum prazer disso.Tudo é tão impessoal, tudo é tão formatado, cronometrado que acaba por tirar a "pica" inicial.
Talvez o tipo de homem que recorre a este serviço seja aquele mais tímido que não consegue uma abordagem directa a uma mulher, talvez seja aquele que desprovido de sentimentos apenas quer (nem me atrevo a dizer o que estou a pensar) ter prazer rápido, não sei...Ou talvez seja aquele solitário por natureza, por opção, mas que como qualquer ser humano precisa de ter e sentir prazer.
Como atrás disse não me imagino a pagar para ter sexo. Até porque o ter sexo é tão vago, tão superficial, na minha opinião...Eu sempre que estive com um homem fiz amor, que poderá ter sido de modos diferentes, isso não importa, mas havia mais qualquer coisa que a simples vontade carnal de estar com alguém.
Estarei talvez errada, mas esta é a minha humilde opinião.
E parabéns Zé Pedro, acho este tema muito interessante.
Beijinhos
Madalena
De ZePedro a 3 de Outubro de 2006 às 08:55
Podes sempre comentar neste espaço, o que quiseres e quando quiseres, este é um espaço aberto.
E gostei da tua visão da questão, uma visão de quem observa e tenta descobrir as motivações, talvez sejam essas não sei bem, mas esse tipo de análise daria matéria para mais de 20 posts.
Beijos para ti
De Op.Louca a 2 de Outubro de 2006 às 17:42
Tema bastante interessante este, aliás interessantérrimo. Se bem que não serei a pessoa indicada para o poder comentar, mas como sempre deixarei as minhas loucas palavras. Escreveste e muito bem, quem frequenta um local desses, por norma e a maior parte das vezes vai á procura de carinho ( mas por favor Acordem ) o carinho , a amizade compra-se??!!???? na minha opinião é como aqueles pais cheios de graveto que não têm paciência ou tempo para os " aturar" ou seja acarinhar, dar miminhos, etc....e acabam por os encher de prendas ...( se analisarmos bem as coisas vai dar ao mesmo ...se estiver errada corrigam-me). E é claro que é bastante constrangedor uma situaçao dessas : " Despe-te, lava-te, anda, então? " Bolasss... Por vezes até com quem se gosta , se tem uma atracção...e um carinho especial é complicado, quanto mais numa situação dessas!!! E não, não te acho diferente, não és , nem serás o único a ser ou a pensar assim. Sabes, eu tenho por hábito de levar tudo numa de brincadeira, é mais fácil para mim lidar com certas e determinadas situações( mas cá no fundo de mim , do meu ser, sinto-me como uma " amejoa " dentro da sua conchinha, daquelas que ao abrirem-se...ficam numa de " abre...fecha...fecha...e volta a abrir ", digo tudo e não digo nada! Quando pensam que me conhecem estão errados (as), nem eu própia me conheço! Já agora quando e se voltares a um local desses: bebe, canta, dança, fecha os olhitos por momentos e .....deixa-te levar pela tua imaginação....mas nada de " jabardices" ehehehehehe. Eu bem digo e não me engano ...passo o tempo a levar tudo na brincadeira, acho melhor deixar-me de fazer comentários. ( o melhor mesmo é só vir espreitar). Beijitos carinhosos! : )
De ZePedro a 3 de Outubro de 2006 às 09:02
Todas as pessoas são sempre interessantes para comentar quando algo acrescentam ao que é dito.
Gostei da tua interpretação da motivação de quem lá irá e tens toda a razão o carinho nunca se compra tal como todos os sentimentos não podem ser comprados.
Mas agora existiu algo que me deixou com a sensação que algo poderás não ter entendido, "quando voltares a um local desses" eu não vou voltar a um local desses se quiser "beber, cantar e dançar" existem sítios muito mais interessantes para o fazer, não o concordarás?
E quanto ás jabardices guarda os comentários para os proximos capítulos...
E sendo malicioso q.b. beijos na "amejoa"
De Op.Louca a 3 de Outubro de 2006 às 09:37
Eu disse que não voltaria a comentar nadita...enfim " mentirosita"não resisti ...e entendi perfeitamente bem ...olha vai lá ler o que escrevi ( " quando e SE " ) coloquei o" SE"...mesmo dizendo que não voltarás a um local desses , não o poderás afirmar com toda a tua certeza( pois elas não existem).
E mais uma vez me dou comigo a concordar ctg....é claro que há lugares bem mais interessantes!
Eu dizia-te os beijos na " Amejoa "... ehehehehehe
De ZePedro a 3 de Outubro de 2006 às 10:21
Diz-se que pela boca morre o peixe....
Mas esou a ver que a "amejoa" tambem...
Sim e tambem tenho que dar o braço a torcer poderei sei lá voltar mas neste momento a motivação é abaixo de zero para voltar.
E fico á espera do que tens a dizer dos beijos...
Até lá um ósculo para ti
De Op.Louca a 3 de Outubro de 2006 às 10:54
Vai esperando, talvez um dia quem sabe....eu te diga algo sobre os ditos beijos!
Por agora fico-me no meu silêncio.
Um ósculo hummmmmm....gostei!
:)
De ZePedro a 4 de Outubro de 2006 às 08:57
Algo que eu sou é paciente, por isso aguardarei serenamente que algo me digas.......
E como gostastes dois ósculos para ti um em cada bochecha
De Op.Louca a 2 de Outubro de 2006 às 17:46
( Desta vez nem os erros vou corrigir ...errar é humano .... ehehehehehe )
Até.....
De ZePedro a 3 de Outubro de 2006 às 09:04
E humanos somos nós os que aqui vimos....presumo...
E volta, volta sempre
De FM a 2 de Outubro de 2006 às 18:00
Pezitooo,
não sei se temos opiniões diferentes, ou apenas palavras diferentes para exprimir a mesma opinião.
Para começar, não te sintas culpado, com remorsos, ou envergonhado por admitires o que fizeste. (é a mesma coisa de uma mulher jurar a pés juntos que nunca se masturbou)
Quanto às bebidas, acho que os homens que procuram isso... é mesmo ter uma conversa, é terem companhia. O que leva cada um a procurar a dita 'relação paga' (refiro-me às bebidas pagas) são inúmeros factores, ou tão sós por opção, ou não sabem ter amigos, ou porque tão num sitio onde não conhecem ninguém, ou porque até gostam das conversas... enfim!
Quanto ao sexo pago, ó meu amigo... perdoem-me a franqueza, mas burros são aqueles que vão lá pra simular 'amor'. Quem recorre a esses serviços (e atenção, não quero ofender, criticar, julgar ou denegrir a imagem de ninguém) é mesmo para 'os' aliviar, porque já lhes doem as mãos!!!!
E não os critico, se formos a uma lavandaria, não procuramos como a senhora está, ou a família, vamos lá, dizemos onde está a nódoa, e exigimos que o trabalho fique feito o mais rápido e eficiente possível.
Correcto?
(parabéns por teres os tin-tins no sítio e não teres problemas em dizeres o que queres!)
BJ

FM
De ZePedro a 3 de Outubro de 2006 às 09:06
Em primeiro lugar esclareço que nunca me senti culpado de nada do que acabei de relatar.
E a tua maneira de descrever acaba por dar uma boa imagem do que deverá acontecer pois não me consigo colocar na pele dessas personagens, mas gostei do teu modo de ver
Beijos para ti
De FM a 3 de Outubro de 2006 às 11:32
Ó meu amigo... quem não tem mãos, não faz crochet...!
Nem todos os homens se sentem confortáveis com a situação, e a taxa de inucesso é grande! Mas quem lá vai, já sabe o que a casa gasta. De certo que as senhoras não dão um beijo no principio e no fim e dizem 'amo-te' enquanto fumam um cigarro agarrados na cama.
Eu tenho uma opinião muito fria e determinada sobre uns certos e determinados assuntos.
Queria somente dizer que, eu falo dos homens que recorrem as serviços públicos, porque não tenho conhecimento de causa de mulheres.
BJ

FM
De ZePedro a 4 de Outubro de 2006 às 08:59
Pois tambem existem mulheres que recorrem a esse serviço publico mas tambem não tenho dados suficientes para o comentar
Beijos para ti
De Nomada a 3 de Outubro de 2006 às 03:31
Interessante o Tema. Retrato-me no que relatas, também em tempos pela ansia de experimentar novas sensações fui a alguns Bares... Uns com mais qualidade,... outros para esquecer, pela angustia sentida.

Sempre com colegas, por vezes era divertido se o ambiente era bom... estou a lembrar-me do Elefante Branco... bebia-se, falava-se e olhava-se, mas nunca consegui passar disso... nem vontade tinha.

Mas conheci quem fosse até ao fim... Penso que o egocentrismo, o isolamento e a solidão levam ao distanciamento humano, que permite olhar para quem está a prestar o serviço, como um mero objecto de prazer e não um ser humano...será esse o factor que permite o sucesso da prostituição?

O tema das conversas é forçado, vazio e frio... O riso é falso, o calor e as caricias calculadas e previsiveis... Se vais mais longe no dialogo e subtilmente ultrapassas a capa que as protege, tens um choque... conheci histórias de vida incriveis.

Ficou a experiencia... que seja ao menos relação fisica, é troca por troca, sempre há algum sentimento de partilha.
De ZePedro a 3 de Outubro de 2006 às 09:14
Em primeiro lugar benvindo a este espaço de palavras.
E posso dizer que essas palavras resultado de um saber de experiencia feito veem complementar muito bem o que por mim aqui foi dito, pois muitas das coisas referidas me foram dadas a observar nas minhas deambulações no tentar descobrir o que se poderá aproveitar desses locais.
Remato com a descrição de uma pequena situação que me aconteceu que poderá dar uma ideia do que é de um certo modo essa vida.
Numa certa noite num desses locais, estando eu sozinho a observar o ambiente veio uma profiosional até ao pé de mim e perguntou se se poderia sentar ao que eu respondi afirmativamente.
Ela esteve cerca de 10 a 15 minutos em silencio e passado esse tempo perguntou se eu lhe ofereceria uma bebida, e eu disse que não.
Ficou extremamente melindrada pois eu tinha autorizado que ela se sentasse pois para ela só a presença física sem mais nada deveria dar direito a que ela consumisse uma bebida, este será tambem um exemplo da postura de quem lá está embora se calhar bem exagerado.
Apareça sempre
De FM a 3 de Outubro de 2006 às 11:27
aiiiiiiiiiii Pezitooooo, também foste ruim prá menina... ao menos mandava-la bebericar àgua à torneira do wc...
BJ

FM
De ZePedro a 3 de Outubro de 2006 às 11:35
Sou nada ruim, o lugar ao meu lado estava vago porque razão é que ela não se poderia sentar....
Jocas pa ti
De Fenix a 3 de Outubro de 2006 às 12:09
Ao ler o teu post recordei como é bom conversar contigo..pq na verdade tu és uma pessoa experiente e com curiosidade da vida.
Tb eu passei pela busca de alguma explicação para o termo prostituição, na verdade fiquei frustada com o que descobri..Conhecendo-me como eu me conheço, e sendo eu uma pessoa em buscas de novas experiências achei que essa vida é vazia, impessoal...enfim nem é a busca do prazer pelo prazer, mas sim a busca do dinheiro "fácil"...Nunca m prostitui e depois de saber mais um pouco do assunto acho que nunca o farei, pq eu já vivi em busca do prazer pelo prazer, mas sempre existiram sentimentos, nem que fosse a atração fisica.
Sou uma romantica e tu sabes disso, mas tb sei viver a vida e tirar dela o q de melhor ela pode oferecer...Logo eu continuo a dizer q "eu adoro fazer amor"..
Parece um comentário confuso, e tu sabes que eu gosto mais de falar do que escrever sobre mim, mas espero que m desculpes e que percebas onde desejo chegar com tudo o que escrevi.
jokinhas amigo, cada vez gosto mais do que escreves, és um comunicador nato...Parabéns
De ZePedro a 4 de Outubro de 2006 às 09:02
Sabes bem que para mim a curiosidade da vida é algo de fundamental.
E fica descansada para quem te conhece como eu não é nada confuso este comentário, é sim o reflexo do teu modo de ser, sentir e pensar.
Volta sempre
Beijocas
De Maria Alfacinha a 3 de Outubro de 2006 às 14:53
Hum... não sei se isto não será simplificar demais a questão mas, se a prostituição existe, é porque há mercado para ela. Porque é que há quem compre sexo (ou companhia) ? Não faço a mínima ideia ! :-)
Talvez porque seja a única forma de o/a conseguirem, porque é o que os/as satisfaz, porque o facto de pagarem um serviço não os/as obriga a nada mais ? Sinceramente não sei e muito honestamente também não me preocupa muito desde que a dita transacção comercial seja consentida e feita entre adultos.
Mas também devo dizer-te que, há muitas formas de pagarmos serviços e sexo também poderá ser uma forma de pagamento ao invès de um serviço...

Beijo pensativo :-)
De ZePedro a 4 de Outubro de 2006 às 09:05
Numa coisa estás bem certa existe oferta porque existe procura é a lei mais antiga do mercado.
E a ideia que deixas no fim é mesmo algo para ser desenvolvido com o tempo, sexo como moeda de pagamento..... (vai para as notas de posts futuros...)
Beijo
De Cristal a 3 de Outubro de 2006 às 15:33
Olá Zé Pedro... tema escolhido que dá pano para mangas .... e muito mais.
Beijo
De ZePedro a 4 de Outubro de 2006 às 09:06
Pano para mangas, conversa com mangas e conversa sem mangas...
Mas neste caso apenas uma parte de uma história
Beijos
De Maeve a 3 de Outubro de 2006 às 17:20

Somos todos diferentes...

Mas se calhar há outros tipos de relações que não são pagas em dinheiro mas pagas de outras formas... se calhar bem mais complicadas.

Mas nem a propósito!!
Eu coloco uma questão bem interessante no meu blog!!
Passa por lá.

Beijinhos repenicados na bochecha.
De ZePedro a 4 de Outubro de 2006 às 09:10
E ainda bem que somos todos diferentes, nesse aspecto, viva a diferença.
E tens muita razão o pagamento que é feito em determinadas relações é feito por vezes de formas que não lembram mesmo ao diabo.
Mas se fores lendo o que irá aparecer aqui terás parte da resposta á tua pergunta.
Jocas na bochecha
De Op.Louca a 3 de Outubro de 2006 às 19:47
( Txiiiiiii ate me engano a escrever ..... era ( até porque nem nos conhecemos ) mas entendeste né ?
De ZePedro a 4 de Outubro de 2006 às 09:11
Tu andas é toda baralhadita, organiza-te....
Beijo orientador
De Op.Louca a 4 de Outubro de 2006 às 16:08
Não ando nada baralhadita, até porque não sou carta de nenhum baralho. ( Cansaço, e muita mas mesmo muita distracção) é o que faz estar com muitas janelitas em aberto e querer dar atenção a tudo e a todos.) Enfim...sou assim e não mudarei por ninguém.
Ahhhh....se organizar muito as coisas depois é que não " vou lá "! Ehehehehhehe
Um beijinho completamente desorganizado ( não digas é onde e como o recebeste ) : )
De ZePedro a 5 de Outubro de 2006 às 17:44
Todos nós de um certo modo somos a carta de um baralho por vezes somos é de um naipe único.
E se o teu problema são janelas poderei aconselhar umas cortinas ou mesmo uns estores talvez dê resultado...
E recebi o beijo mas escuso-me de divulgar como e onde, mas retribuo exactamente da mesma maneira....
De Op.Louca a 6 de Outubro de 2006 às 03:13
Gostei do conselho, vou pensar seriamente nele, acredita! Ehehehehehe
Txiiiiii, exactamente da mesma maneira??? Mas que beijinho mais desorganizado me dás tu!
Enfim...cá se fazem ....cá se pagam! ;)
De ZePedro a 6 de Outubro de 2006 às 08:48
Não me digas que não gostastes do beijo...
Tu dás beijos assim e depois quando os recebes pimba diz que não gosta mas que grande confusão vai por aí
Beijo simples para não teres duvidas
De Op.Louca a 6 de Outubro de 2006 às 12:28
Oh..seu...seu..seu..."atrevidaço". Lá por eu dar beijos assim, não significa que goste de os receber da mesma forma. ( Se bem que.......quem é que disse que não gostei humm, humm?? ) Ehehehehe
Beijos simples?? É ..aceitam-se, também são bons! ;)
De ZePedro a 6 de Outubro de 2006 às 14:52
Geralmente quando se dá gosta-se de receber por isso retribui um dia destes talvez venha a saber como esses serão...
E para ser tudo simples hoje os beijos tambem o são
De Op.Louca a 6 de Outubro de 2006 às 16:47
Disseste bem...... talvez um dia...quem sabe!
Beijinho : )
De ZePedro a 6 de Outubro de 2006 às 21:53
E quando ele chegar chegou...
Jinhos
De Op.Louca a 9 de Outubro de 2006 às 16:32
E quando chegar chegou....( diz ele ).
Eu diria.......( nunca mais chega )
Ehehehehehehehe :p
Beijitos : )
De ZePedro a 10 de Outubro de 2006 às 08:37
Eu cá sei que chega.....
Jitos
De Op.Louca a 10 de Outubro de 2006 às 11:30
( As coisas que ele sabe!!!! )
Cá eu, nada sei.
;)
De ZePedro a 10 de Outubro de 2006 às 14:02
Sabe sabe
E nem sabes tu tudo o que eu sei...
Joquinhas
De Op.Louca a 10 de Outubro de 2006 às 14:46
Nem quero saber....( ainda morro de susto, antes do tempo. )
Beijinho..... :)
De ZePedro a 11 de Outubro de 2006 às 08:43
Cá para mim queres mesmo saber não queres é dizer que queres....
Joquitas
De Op.Louca a 11 de Outubro de 2006 às 09:56
Se calhar quero mesmo e não me lembro!
( É que sou uma" miúda" muito esquecida.)
Beijitos ....
De ZePedro a 11 de Outubro de 2006 às 11:14
Verifica então na tua agenda talvez esteja lá escrito...
beijos curiosos
De Op.Louca a 11 de Outubro de 2006 às 12:22
Perdi a agenda.....mas encontrei um dossier!
Vou verificar sim......sossega!
Vou deixar-te na curiosidade desses beijitos, hoje não me apetece andar a basculhar no dossier...
;)
De ZePedro a 11 de Outubro de 2006 às 13:20
Então quando basculhares diz ao eu
Já sabes que sou muita curioso
beijitos a sairem da curiosidade
De Op.Louca a 11 de Outubro de 2006 às 14:11
Está bem, depois dir-te-ei algo!
( Será que vou dizer??!!??)
Beijinho no teu Eu ;)
De ZePedro a 11 de Outubro de 2006 às 14:34
Se disseres eu escuto
Se não disseres...paciencia
Beijos no Tu
De Op.Louca a 11 de Outubro de 2006 às 18:21
Beijito no Eu, beijito no Tu......e para completar um nick que me pertence.....deixo um beijinho no Ninguém!

Como não me apetece andar a basculhar, nada te direi em relação à curiosidade em saber o que tu sabes, se um dia te apetecer dizes-me tu...tudo aquilo que dizes saber.

:)

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.pensamentos recentes

. Desejar e querer

. Dia de lembrar o primeiro...

. Dependencias

. Escutas Telefónicas

. Indignação

. Dia Mundial do Beijo

. Desodorizantes

. Escrita

. Cena do quotidiano

. Horários

.arquivos

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.Locais com imenso interesse

blogs SAPO

.subscrever feeds