Quarta-feira, 25 de Outubro de 2006

A expressão do sentir

A expressão do sentir é algo que sempre me causou uns certos problemas, pois eu sinto e sei que sinto intensamente mas muitas vezes não o sei ou não o consigo expressar com a mesma intensidade do sentir.

Quero falar mas as palavras não saem ficam presas nalgum local em mim.

Tanta vez quis dizer “querida adoro-te”.

E as palavras não conseguem sair.

Consigo escrever as palavras.

Consigo sentir o sentido das palavras.

Mas no momento não saem as palavras.

Consigo em gestos expressar o que sinto, mas não com palavras.

Também o nome de com quem estou não consigo pronunciar, escrevo mas nunca o digo.

Talvez resultado de sentires anteriores não completos ou também de incertezas quanto ao que a mim me chegava e também de ter ficado magoado com coisas que a mim me foram feitas.

Tenho que mudar

Tenho que ser mais EU

Vou ser EU

sinto-me : a começar a ser EU
música: Apenas o som dos pensamentos
publicado por ZePedro às 16:16
link do post | pensamentos vossos | favorito
|
26 comentários:
De Maria Alfacinha a 25 de Outubro de 2006 às 16:44
Não dói, vais ver !
Apenas requer alguma prática :-)

Beijo com todas as letras
De ZePedro a 26 de Outubro de 2006 às 14:00
Tambem penso que não vai doer
E vou ver se pratico sim e intensamente
Bigado
Beijos
De Op.Louca a 25 de Outubro de 2006 às 19:37
SeresTu??!!??- Ou alguma vez o foste, ou por mais que tentes jamais o conseguirás ser!
Existe alguém que se diz : SereiSempreEu.....mas é escusado tentar-mos SerNós, quando na realidade Nua e Crua, Nunca o Fomos.
Por vezes questiono-me, se um dia, num local sem saberem onde, como e o porquê de ali estarem, venderam a alma ao Diabo!!!
Sentes um aperto sufocante no peito ?
Uma fraqueza quase insuportável?
Ou será mesmo uma ansiedade de recomeçar?

Sinto-me respirar dangosamente ao dedilhar pelas teclas duma forma cruel, que me faz suspirar, num prazer malicioso de poder ser cúmplice da Crueldade!
De ZePedro a 26 de Outubro de 2006 às 14:08
Eu sinto que conseguirei ser eu e não vou precisar de vender seja o que for a quem quer que seja.
E não gosto de ser cumplice desse modo que expressas e muito menos da Crueldade.
Não sinto isso que expressas nem apertos nem fraquezas nem ansiedades apenas uma vontade de ser nada mais
Beijo
De Incógnito a 26 de Outubro de 2006 às 15:08
Para quem refere noutro post que não gosta de magoar porque também não gosta de ser magoada, apenas posso dizer que crueldade é uma palávra de um teor muito pesado e mesmo de alguma maldade

Será amor, ódio, ou apenas e só despeito ? Nem sempre podemos atingir os nossos objectivos, a dura e cruel realidade que nos acompanha. Algo é certamente, uma definição de carácter no mínimo notável !

Ninguém merece o seu espaço invadido com tamanha crueldade, permita-me o desabafo de quem acha que dignidade e compostura acima de tudo!
De FM a 25 de Outubro de 2006 às 21:33
Apesar de ter percebido as palavras, não consegui perceber o o que quiséste dizer com elas...
BJ

FM
De ZePedro a 26 de Outubro de 2006 às 14:01
Se reflectires entenderás
Beijo singelo
De lt a 25 de Outubro de 2006 às 21:49
Uma passagem muito breve, espero não estar a incomodar .
Bonito post sim e muito difícil de ser isso em nós. O EU
Quantos já não passaram, ou passam por isso de ter tanto que dizer e as palavras ficarem presas em algum lugar sim, talvez por medo, vergonha ou simples bloqueio de fala.
O mais engraçado penso eu é que depois do momento passar, sai todo só que já não estamos a dizer a quem se quer e talvez nem as palavras que se quer.
Bem por aqui me fico e boa continuação.
Ate sempre.
De ZePedro a 26 de Outubro de 2006 às 14:12
Passa sempre e nunca incomodas
Por vezes o que queremos dizer num certo momento acaba por não sair e quase sempre por culpa nossa e falando por mim essas palavras acabam por nunca sair e nem sequer são dirigidas a outra pessoa.
Mas todos somos diferentes.
Beijos e vai voltando sempre
De apenasMadalena a 25 de Outubro de 2006 às 21:57
Cada vez escreves melhor...
Cada vez expressas melhor o que te vai na alma, no coração....
É chegada a vez de também começares a tentar expressar-te melhor pessoalmente, a não teres receio de dizeres olhos nos olhos aquilo que estás a sentir.
Vais ver que te sentes melhor, liberto, bem contigo mesmo e como disse a Maria Alfacinha, não dói, vais ver...
E oxalá que se vieres a ser um novo "Tu" seja como este ou ainda melhor.
Bjokas
Madalena
De ZePedro a 26 de Outubro de 2006 às 14:15
A minha escrita é apenas o reflexo do meu sentir nada mais.
Expresso em palavras escritas mas nem por isso em palavras faladas.
E estou no momento de tudo dizer sim e irei fazer isso e agora tambem sei com as vossas ajudas que não vai doer mesmo nada.
Beijo
De Angelzita a 26 de Outubro de 2006 às 14:43
Este é um tema que a mim nada me assusta...apenas me estimula e me faz ver que o caminho que há muito trilho é desejado por outros que não optaram pelo mesmo

Quanto mais horas passam na minha vida....mais me convenço....que nunca é demais, aquilo que sentimos colocá-lo em palávras ditas a quem entendermos.... até porque um dia, poderá ser tarde demais e aí fica um peso insustentável e sufocante quase. Palávras tão simples e tão singelas são quase proibitivas para muitas pessoas...para mim são mandatórias....pois só assim obterei o que pretendo do outro lado....um estimulo de carinho, um sorriso, um simples gesto...ou qualquer outra demosntração de sentir

Muito posso ter sido criticada por o fazer....mas os que me recompensam são bem mais importantes "pois apenas por quem sentimos e com quem sentimos nos devemos preocupar"....tudo o resto que sobra é mara paisagem....

Zé Pedro, se te sentes num novo rumo....nem que grites ao vento o que te vai na alma antes de o exprimir a quem entenderes....mas acredita se esse é o teu EU fá-lo vezes sem conta e verás que o retorno é tãoooooooooo bom

Beijos encorajadores
Angela
De ZePedro a 30 de Outubro de 2006 às 08:51
Os caminhos vão sendo escolhidos ao longo da nossa vida de acordo com as sensações que vamos experimentando sensações sentidas e provocadas pois não é apenas importante o que sentimos mas tambem o que fazemos sentir.
É a gestão dessa dualidade que nos ensina os caminhos que percorremos e que nos faz sermos o que somos.
Por isso grito quem eu sou por enquanto apenas baixinho mas sentindo que o volume aumenta até que o grito venha a ser igual á intensidade do sentir.
Beijos
De Maeve a 26 de Outubro de 2006 às 16:04
"Consigo em gestos expressar o que sinto, mas não com palavras"

Com o passar dos anos vamos tendo uma percepção diferente da vida, do que a compõem e o que nos faz felizes.
Pois eu era muito de palavras e se calhar poucos gestos, e achava que assim é que deveria ser.
Agora sou mais gestos que palavras.

Um olhar... um gesto... uma acção... um carinho, muitas vezes ou melhor a maior parte das vezes vale mais que mil palavras.

Beijos repenicados
De ZePedro a 30 de Outubro de 2006 às 08:54
Percursos opostos os nossos mas sempre baseados no sentir, antes apenas o expressava em gestos e acções e agora sinto a vontade de tambem verbalizar.
Mas o importante mesmo é o sentir
Beijos
De Falsidades a 26 de Outubro de 2006 às 16:30
Desde que me foi indicado este blog para vir descansar as minhas vistas, que o leio , mas nunca comentei. Mas hoje por ler aqui tanta Falsidade, tomei a liberdade, de deixar umas palavras.
Se essa personagem que se colocou como Incognito fosse uma pessoa assim tão correcta, nao vinha para aqui colocar-se como tal , mas sim com o nick que costuma usar. Nao que eu conheça seja quem for quem aqui tecla, mas....Gahem juizo, isto de andarem a fazer comentarios sobre o comentario de outros...enfim!!!!
Pelo que tenho visto e lido , foi aqui colocado um post de Ponto de Ordem....deveria de respeita-lo não acha?
E peço desde já desculpas ao Ze Pedro por ter invadido o seu blog. Mas também vim para lhe dizer, seja Sim, esse seu Eu!
De ZePedro a 30 de Outubro de 2006 às 08:56
Quem aqui vem nunca invade
E quero ser cada vez mais EU
Benvindo/a e volta sempre
De Cristal a 27 de Outubro de 2006 às 14:28
Tenho-te lido mas não tenho tido grande cabeça para escrever, mas hoje lá me decidi.
Sentir......tenho um grande defeito, quando sinto consigo dizer, talvez não o devesse fazer, mas não
consigo esconder, quando sinto amor, amo, quando
sinto ódio, odeio-o, quando sinto tristeza, estou triste... como muitas vezes me dizem sou transparente e olha que ás vezes não é nada bom,
mas é assim que sou.
Beijinhos.

(PS: tenho notado que este teu blog tem andado um bocada em brasa ahahahahah)
De ZePedro a 30 de Outubro de 2006 às 08:58
A expressão do sentir é algo de fundamental
Quando não o expressamos tanta coisa podemos perder e tanta coisa podemos deixar de sentir
E eu sei que isso assim é
O que poderei ter deixado de sentir por nunca o ter expressado...
Beijos
De Ana a 27 de Outubro de 2006 às 14:28
O facto de se reconhecer que a expressão do sentir, nem sempre é fácil, já demonstra a vontade de mudança, do que de ti conheço penso que o facto de não dizeres as palavras não impede que sintas sempre de forma intensa.
Mas palavras além de escritas ditas olhos nos olhos no momento certo, são demasiado importantes, depois do momento passar o tempo não volta atrás, nada volta a ser igual.
Diz sempre a olhar nos olhos o que sentes, serás mais Tu de certeza.
Gostei particularmente deste post, penso que entendi o que queres dizer, como disse logo no inicio deste blog é um previlégio fazer parte dos amigos que visitam e leem as tuas palavras.
Continua a ser o amigo de todas as horas.
Beijinhos
Ana
De ZePedro a 30 de Outubro de 2006 às 09:00
Nem sempre é facil para nós reconhecermos o que realmente sentimos bem como o expressamos, mas tal como em tudo o resto é uma caminhada apenas nossa em que escolhemos os nossos caminhos.
beijo amigo

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.pensamentos recentes

. Desejar e querer

. Dia de lembrar o primeiro...

. Dependencias

. Escutas Telefónicas

. Indignação

. Dia Mundial do Beijo

. Desodorizantes

. Escrita

. Cena do quotidiano

. Horários

.arquivos

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.Locais com imenso interesse

blogs SAPO

.subscrever feeds