Terça-feira, 8 de Janeiro de 2008

Horários

Esta é uma questão curiosa
Existem diversos horários na vida das pessoas, os horários biológicos, os horários de trabalho e se calhar até muitos outros horários.
O que eu posso chamar horário biológico acaba por ser aquela tendência de cada pessoa de ter um maior rendimento de trabalho a uma hora específica.
Conheço quem renda extraordinariamente bem de manhã, quem só consiga trabalhar de jeito á tarde e também quem só consiga verdadeiramente trabalhar com rendimento á noite.
Por outro lado os horários de trabalho quase nunca teem em conta a realidade do horário biológico regendo-se sim por outros imperativos de ordem económica e social.
E em termos de horários de trabalho exigem os que são rígidos e os que são flexíveis.
Logicamente que qualquer pessoa quando vai trabalhar para alguma empresa ou instituição deverá saber á partida quais serão as regras do jogo.
Pode haver controle físico e/ou electrónico, apenas controle visual, dependendo da actividade pode haver uma flexibilidade no tempo desde que as actividades estejam em dia.
Mas de qualquer modo existem as regras instituídas.
O que me leva a depois desta volta toda chegar aonde eu estava a pensar quando comecei este texto.
Em certos locais tal como aquele onde eu exerço a minha actividade existe uma máquina diabólica chamada relógio de ponto.
Pensando bem não é assim tão diabólica é apenas um registo.
E como temos um horário flexível bem como um conjunto de ferramentas que permitem as chamadas baldas ou fugas ao sistema não é nada de especial.
Mas o que me irrita solenemente são os chamados espertos/as que por exemplo logo de manhã antes das 9 vão picar o ponto e como ninguém vê desaparecem e vão á sua vida voltando ao serviço quando calhar bem como os que desaparecem á tarde e depois pela calada depois das seis vêem picar o ponto ou ainda também os que deixam o instrumento de picar com alguém e nem sequer põem os pés no serviço.
Podem-me chamar o que quiserem mas eu a essa gente fazia-lhe a folha e era uma folha azul de 25 linhas porque a desonestidade é crime seja onde for.
Pena que certos dirigentes não tenham os tomates suficientes para tal.
E com esta indignado hoje vos deixo.
 
música: Time - Pink Floyd
publicado por ZePedro às 09:03
link do post | favorito
De Marina Andrade a 8 de Janeiro de 2008 às 21:56
De facto um dos GRANDES problemas do nosso país reside exactamente no facto de as pessoas utilizarem o seu hórario de trabalho para fazerem tudo menos para fazer aquilo para que lhes pagam... Estar na net, ler revistas, falar de coisas ridiculas, todos os motivos são válidos para não se trabalhar!
Entre aqueles que picam o ponto e se vão embora e os que ficam a fazer este tipo de coisas que acabei de descrever, sinceramente, prefiro os primeiros, pois estes não fingem que estão a trabalhar! Veja-se o caso dos funcionários públicos... Essa gente que é paga maioritariamente através dos nossos impostos e que não fazem absolutamente nada!!! Não cumprem prazos, não sabem (ou não querem) responder a dúvidas dos utentes e a única coisa que sabem fazer é manifestações e greves! E depois ainda tem o desplante de dizer que querem aumentos salariais... VERGONHOSO!

Só mais uma pequena nota: Nos Tribunais, folhas azuis de 25 linhas já não se utilizam... basta uma folha A4 normal... :-)
De ZePedro a 9 de Janeiro de 2008 às 11:50
Já há muito tempo que não respondia a algo que seja escrito neste meu espaço mas para tudo existe um momento próprio.
A questão da produtividade e da ocupação do chamado tempo de trabalho é algo que merece uma enorme reflexão.
Existem na verdade os baldas assumidos mas apenas em termos físicos já que dizem que estão mas acabam por não estar e os baldas dissimulados que estão mas nada fazem.
Para mim serão todos iguais apenas mudando o método.
Agora a questão dos funcionários públicos
Na realidade existe uma fama e um rótulo que está ligada ao funcionalismo publico
Embora a realidade seja um bocadinho diferente
Para se poder na realidade avaliar o desempenho do funcionalismo público deve existir um real conhecimento de causa e não apenas umas amostragens não significativas do todo.
É uma das regras base da estatística que as extrapolações quando mal feitas podem provocar erros muito grosseiros.
Mas passando á minha experiência:
Trabalho á quase 24 anos tendo começado no funcionalismo publico por 6 anos, depois pela actividade privada durante 10 anos e vim para o funcionalismo autárquico daí que possa ter uma visão bem mais abrangente.
Na realidade existe bastante gente no funcionalismo público que não ligam ao trabalho que tem que ser feito e que acaba por tratar mal com quem lidam, mas isso é algo que de uma certa forma também existe nas empresas privadas.
Mas também existe muita gente no funcionalismo publico que se preocupa e dá resposta atempada ás solicitações do publico e não estarei apenas a falar de mim mas de alguns casos que conheço que poderei descrever numa outra qualquer altura.
Mas complementando a chamada fama poderei dar mais uma dica, muito do mau serviço existente é da exclusiva responsabilidade das chefias e não apenas dos funcionários, a maior parte das chefias não tem os tomates necessários para decidir e é por isso que as coisas parecem ser culpa da cara de quem nos atende.
Por isso aconselho muito cuidado com as extrapolações e as generalizações ficando disponível para demonstrar tudo o que acima foi afirmado.
E a folha de 25 linhas era apenas uma figura de estilo….
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.pensamentos recentes

. Desejar e querer

. Dia de lembrar o primeiro...

. Dependencias

. Escutas Telefónicas

. Indignação

. Dia Mundial do Beijo

. Desodorizantes

. Escrita

. Cena do quotidiano

. Horários

.arquivos

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.Locais com imenso interesse

blogs SAPO

.subscrever feeds