Segunda-feira, 31 de Julho de 2006

Palavras oferecidas

As palavras muitas vezes são o nosso espelho, o reflexo do que somos e do que pensamos.
Neste momento penso, penso que por vezes as coisas não são como as desejamos muitas vezes queremos dar e não conseguimos ser recebidos.
Ao darmos damos com a intenção de algo melhorar, um modo de estar um sentir, um modo de estar, tanta coisa, podemos dar conselhos, podemos dar palavras, podemos dar uma mão, podemos dar um abraço, podemos dar até um beijo mas tudo o que se dá é com a intenção de que a quem se dá essa pessoa fique bem melhor ou pelo menos melhor.
Tudo isto que se dá pode ser dado de duas maneiras, pode ser dado da forma normal, pelo telefone ou pessoalmente em que a voz é um elemento fundamental e pessoalmente o gesto também tem uma quota parte importante e bem mais expressiva até.
E pode ser dado por este meio electrónico (blogs, mails, messengers, sms) que muita gente chama de virtual mas de que virtual nada tem é apenas um meio de comunicar que se pode tornar físico como uma carta com o simples click numa ordem de impressão.
A única diferença em relação á carta é o não aparecer o esborratar provocado por uma lágrima ou a mancha de uma mão suada a trair os sentimentos expressos.
Mas também se pode chorar on line tal como se pode rir e brincar apenas temos que ter um pouco mais de cuidado nas palavras transmitidas pois tudo podemos expressar.
Por tudo isto que acabei de expressar ainda bem que temos este meio pois a mais locais conseguimos chegar.
Mas nem sempre chegamos mesmo onde desejamos………..
Mas também nunca devemos para de lutar para que tal aconteça nunca
música: La passione
sinto-me : com força para continuar
Quarta-feira, 26 de Julho de 2006

A Entrega é monogâmica ou poligâmica?

Este é um tema que muito me fez pensar ao longo do tempo.
Começamos pelo casamento que é uma forma de entrega entre duas pessoas conforme as sociedades patriarcais ou matriarcais este pode ser mono ou poligâmico.
Na nossa sociedade existe a tradição da monogamia.
Será que existe apenas por tradição religiosa ou será que nós somos mesmo assim?
Pelo que tenho visto da vida experiências minhas e outras das quais tenho tido conhecimento verifico que existem as duas situações.
Existe quem seja um exemplo de “fidelidade”, e não estou aqui a discutir este termo e existe quem só se sinta realizado entregando-se a mais do que um/a parceiro/a.
Porque será?
Eu acho que quem se entrega a mais do que uma outra pessoa é alguém que tem muito para dar e que consegue preencher mais do que uma pessoa e que também não é egoísta ao ponto de querer absorver uma pessoa a quem se entrega na totalidade até a sufocar.
Parecem umas palavras fortes mas vou tentar expressar-me melhor quem tem muito para dar por vezes tem mais do que uma única pessoa consegue receber e se der tudo o que tem acaba por anular com quem está mas cada qual tem o seu sentir.
Por isso depois destas palavras escrever fico com a ideia que não existe resposta definitiva.
Existem apenas pessoas umas com mais para dar do que outras e que as pessoas que teem mesmo muito para dar que encontrem os receptores para essa entrega pois todos terão a ganhar com isso.
Devo ter muita gente a discordar comigo mas espero as vossas opiniões.
 
Segunda-feira, 24 de Julho de 2006

Palavras soltas

Hoje sem tema deixando o pensamento fluir calmamente para que as palavras se juntem e façam sentido, a vontade de escrever sem se saber o que se vai escrever, a vontade de estar e partilhar um modo de estar sem tema por trás.
É bom escrever o que nos vai na alma e saber que provocamos reacções em quem nos lê, quando as provocamos é sinal que tocamos em algum ponto um pouco mais sensível que provoca uma reacção.
As reacções podem ser de concordância, de discordância ou de complementação.
Mas todas as reacções acabam por aumentar o conhecimento de quem lê.
Acabei  por fazer um comentário ao que se vai passando aqui.
Embora não fosse o que eu pretendia mas as palavras correm ao sabor do pensamento sem que as consigamos controlar quando um tema não é estabelecido
Mas adoro ler-vos a todos aqui sinto que fico mais rico com as vossas opiniões.
Obrigado
Quinta-feira, 20 de Julho de 2006

Eu fumador me confesso....... Revoltado

Sim sou fumador e assumido.
Muita gente dirá e não sabes o mal que isso faz? Que estás a dar cabo da tua saúde?
Tudo isso são verdades insofismáveis.
Mas o fumar é também um prazer um apoio e uma companhia.
Existem momentos em que a companhia de um cigarro ajuda à reflexão dá um certo apoio ou é aquela companhia de que se necessita.
Para mim fumar é um prazer e tal como todos os prazeres tem custos associados.
O prazer de fumar um cigarro na companhia de um café ou então á noite vendo as estrelas e a paisagem ao longe numa comunhão entre a natureza nós e o cigarro.
Mas não estou aqui para vos converter a serem fumadores isso é uma opção consciente de cada um.
A minha revolta é outra.
Existem imensas campanhas para se deixar de fumar, curiosamente pagas pelos fabricantes de tabaco, o Estado arrecada fortunas em impostos sobre o tabaco e ao mesmo tempo restringe cada vez mais os locais onde se pode fumar digamos que nós fumadores contribuintes generosos para o estado somos que quase escorraçados.
Fazendo umas contas muito rápidas e com apenas ordens de grandeza verifica-se o seguinte:
Existirão em Portugal cerca de 2.000.000 de fumadores.
Um maço de tabaco custa em média € 3,00.
O Estado fica com cerca de € 1,80 de cada maço vendido.
Considerando que cada fumador fuma um maço por dia ao fim de um ano o Estado arrecada € 1.314.000.000,00 por ano com os fumadores (262 milhões de contos…).
Deveríamos ser um pouco mais respeitados.
Fazendo um paralelo curioso existe agora a informação de que não deveremos estar expostos aos raios ultra violetas entre as 11.00 e as 17:00.
Não discuto a veracidade desta informação nem a veracidade dos malefícios do tabaco mas proponho uma coisa quem estiver na praia a essas horas poderá pagar uma taxa de €1,00 por dia para ficar em igualdade de circunstâncias com quem fuma.
Seria uma medida muito impopular mas correcta fazendo o paralelo com os fumadores e encontraríamos muitas mais.
Por isso ESTOU REVOLTADO
Igualdade sim mas mesmo IGUALDADE
Terça-feira, 18 de Julho de 2006

"Amizades Coloridas"

Este tema é bem interessante pois muito se escreve sobre ele, e muito se comenta que a amizade é amizade e que se fica colorida deixa de ser amizade.
Para mim o termo apenas define um tipo de relação e nada tem a ver com a amizade simples, a amizade é algo que não tem a ver com o físico é um sentimento profundo de partilha de presença e de apoio um estar sempre mesmo que não se esteja um saber que estamos sempre apoiados e que temos um porto de abrigo.
O que é chamado de amizade colorida é apenas um termo que define um outro tipo de relação e que a meu ver nada tem a ver directamente com a amizade mas vou explicitar agora o que entendo por “amizade colorida”.
A “amizade colorida” é uma relação entre duas pessoas que tem como fim a busca de um prazer sexual mútuo sem que exista um comprometimento emocional de entrega total do espírito mas apenas a procura de momentos de prazer mútuo, tem que existir a química e a atracção mas é um sentimento que não implica entrega total nem exclusividade.
Digamos que é um sentimento quase animal o apagar de um fogo o satisfazer de uma necessidade que é mútua mas que não implica uma prisão nem a exclusividade.
A vida tem que ser desfrutada na sua plenitude e nunca com rótulos nem barreiras que nos espartilhem porque não existir uma “amizade colorida” se isso é bom para quem a tem?
Não se misture a “amizade colorida” com o conceito de “traição” porque uma chamada traição é algo de completo de corpo e alma e o conceito em discussão apensa é uma libertação do corpo por uns momentos de prazer.
E curioso, existem casos em que a “amizade colorida” perde a cor ao fim de uns tempos e acaba por ficar aquela AMIZADE que não se acaba e perdura e perdura…
Este é um modo de pensar polémico mesmo, mas o meu e do qual eu não abdico e vocês o que acham?
                                                                                                  
 
sinto-me : bem animado hoje

INICIO AQUI

Este é um início de um conjunto de palavras que vou começar a escrever neste local certas pessoas acham que eu deveria ter um blog e aqui deixar os meus pensamentos e palavras.
Eu vejo o blog como um local em que se trocam ideias sentimentos e pensamentos um espaço interactivo que vive com a contribuição de todos os que o visitam.
Geralmente sou uma pessoa bem melhor a comentar um texto já escrito do que a introduzir um texto para discussão mas existem sempre ideias que correm e se debatem nas nossas mentes que temos que ir passando para o papel ou para o ecran neste caso.
Palavras que devem ser soltas sem correcções e sem preocupações de imagens apenas o reflexo dos pensamentos que correm passam e que agarramos nas palavras.
Tenho ideias que vão crescendo e que se poderão transformar em textos que vou querer partilhar com todos os que irão ler este espaço.
Mas como introdução já chega.
Outros textos se irão seguir.
Até ao próximo
Zé Pedro

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.pensamentos recentes

. Desejar e querer

. Dia de lembrar o primeiro...

. Dependencias

. Escutas Telefónicas

. Indignação

. Dia Mundial do Beijo

. Desodorizantes

. Escrita

. Cena do quotidiano

. Horários

.arquivos

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.Locais com imenso interesse

blogs SAPO

.subscrever feeds