Terça-feira, 5 de Setembro de 2006

Toques

Nestas férias passou-se uma situação comigo que me deixou a pensar e muito

Estava na fila (para não dizer bicha e ser mal interpretado) de um parque temático, mais propriamente a Disneyland de Paris (seguirá em breve um post sobre parques temáticos), e qual não é o meu espanto quando sinto por detrás de mim o toque de um seio nas minhas costas.

Pensando que seria um mero acidente cheguei-me um pouco mais à frente para por fim ao toque e virei-me de lado para poder observar quem me teria tocado.

Verifico que era uma mulher (verdade do senhor de La Palisse) na casa dos quarenta perfeitamente normal no trajar roupas largas e desportivas apropriadas ao local, com um corpo e uma cara perfeitamente normais sem nenhum factor digno de registo, italiana, acompanhada pelo que presumo o marido e um filho adolescente.

Depois de ter tirado este retrato pensei, um simples acidente de percurso nada me indica que tivesse sido propositado o toque.

A fila andou mais um pouco e ao parar sinto de novo o toque.

Afasto-me um pouco para sentir como seria a reacção.

Quando volto a parar passado menos de 15 segundos sou tocado de novo.

Aí tive a certeza que não era acidente.

Ao longo dos 10 minutos mais que durou a fila continuou o jogo do toque sempre que podia proporcionava-o e era sempre correspondido.

Tentei ver alguma expressão na cara dela ou em algum gesto mas nada uma face impenetrável.

Apenas notei (eu estava apenas de T shirt) o que eu imagino um endurecer do bico do seio.

Depois de muito pensar só encontrei um paralelo no prazer que eu e os meus amigos na adolescência tínhamos ao andar de autocarro e de metro de tentar tocar partes do corpo de mulheres e raparigas interessantes sem elas darem por isso ou pelo menos sem nos darem com a mala ou com a mão em cima.

Mas agora o tocar com uma parte do corpo da qual pode advir prazer nunca tinha chegado a esse ponto.

Isto só me faz lembrar algo que se passou comigo nos meus verdes 18 anos quando estive com uma nina que atingiu o orgasmo apenas através do meu toque nos seios dela isso fez-me cá uma confusão na altura (não havia Internet para pesquisar na altura o que me faz pensar será que estou a ficar tipo Matusalem?)

Agora sei que isso é possível será que era isso que a senhora desejava?

Como existem muitos dignos membros do sexo feminino que me lêem gostava de ter a vossa opinião.

 

sinto-me : Curioso
música: Parisienne walkways - Gary Moore
publicado por ZePedro às 14:42
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.pensamentos recentes

. Desejar e querer

. Dia de lembrar o primeiro...

. Dependencias

. Escutas Telefónicas

. Indignação

. Dia Mundial do Beijo

. Desodorizantes

. Escrita

. Cena do quotidiano

. Horários

.arquivos

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.Locais com imenso interesse

blogs SAPO

.subscrever feeds