Segunda-feira, 11 de Setembro de 2006

O ponto G

Este é um tema curioso, tenho lido artigos sobre este assunto, o ponto do prazer infinito, aquele ponto que os autores descrevem como o ponto que quando é descoberto leva uma pessoa ao prazer máximo e absoluto.

Mas é um ponto complicado pois nunca se sabe onde está em cada pessoa.

Não é como um mapa de um tesouro em que temos sempre o X a marcar o local

Encontrar o ponto, para ser sincero, é como encontrar um tesouro à muito desejado quando se sente algo de profundo com quem se está.

E não existem dois pontos G iguais é algo que faz com que se ande numa busca constante.

Mas o mais interessante é que eu acho que nem cada um de nós sabe onde está localizado o seu próprio ponto G.

Eu não sei para ser sincero.

Onde está o meu.

Mas sei que tenho.

E se não sei onde está como é que eu sei?

Passo a explicar.

Num certo tempo, situado neste século em que estamos, num certo local, situado neste país em que vivemos, uma certa pessoa, que também não interessa se me está a ler ou não, (queriam que eu dissesse mas não digo) o meu ponto foi descoberto.

E para quem ainda não viveu essa sensação ou para quem a queira relembrar digo que é uma sensação tão, mas tão intensa, que chega a um ponto que não se consegue suportar, é como se deixássemos o nosso corpo e vogássemos num oceano de prazer em que as sensações são cada vez mais intensas.

Mas por outro lado fiquei num estado tal que não sei onde é o meu ponto G.

E vocês conhecem o vosso?

 

sinto-me : Curioso
música: Sexual Healing - Marvin Gaye
publicado por ZePedro às 12:09
link do post | pensamentos vossos | favorito
23 comentários:
De maria cecilia m mateus t a 11 de Setembro de 2006 às 13:01
Olá, amigão.
Q tema interessante e c mt para dizer, n achas?
Pode ser q ainda lá mais para a frente comente um pouco este tema. Vou pensar mt bem nele e...
Bem, bjocas para ti.
Ceci
De ZePedro a 13 de Setembro de 2006 às 09:01
Pensa e comenta amiga és muito bem vinda a este espaço de troca de ideias
Aparece sempre todas as palavras são muito bem vindas
Beijos para ti
De FM a 11 de Setembro de 2006 às 16:29
Ka giro... na sabia que os Homens também tinham o famoso ponto G.
Em relação ao meu... sei muito bem onde ele está, e faço questão de não o deixar fugir, tento nunca o deixar inactivo por muito tempo.
é que já não sei viver sem ele, e sem a magia que ele faz....

BJ

FM
De ZePedro a 13 de Setembro de 2006 às 09:07
Claro que temos o nosso ponto G tal como toda a gente o tem e agora posso começar a dar a minha verdadeira opinião sobre o ponto G depois de ver que muita gente já sobre ele escreveu.
O ponto G não existe fisicamente o ponto G é uma maneira de se expressar que se atinge o máximo prazer nada mais e que apenas depende do envolvimento dos intervenientes no acto, expressa apenas a entrega e a vontade do momento.
Beijos
De Fenix a 11 de Setembro de 2006 às 18:48
Oi migo...Lá consegui ter um tempinho para viraqui escrever um pouco.
Ahhhhhhhhhhhhhh...o famoso ponto G..olololol
Pois eu ainda não sei bem onde é...olololololol
Porém não deixo de ter resmas de prazer na mesma...
Ainda bem que descobriram o teu, assim ficas com um melhor conhecimento do teu corpo...apesar de andares ainda um pouco à deriva pq as coisas se complicaram por esse lado...ololololole assim ficaste na mesma sem saber se afinal foi ou não descoberto....complicado não amiguinho?
Beijokinhas doces
De ZePedro a 13 de Setembro de 2006 às 09:10
Foi descoberto sim pois primeiro escrevemos uma coisa e depois vai saindo o resto aos poucos, pois tu tambem sabes onde é o teu tal como eu sei onde é o meu mas passo a explicar.
O ponto G não existe fisicamente o ponto G é uma maneira de se expressar que se atinge o máximo prazer nada mais e que apenas depende do envolvimento dos intervenientes no acto, expressa apenas a entrega e a vontade do momento.
Por isso como ves sabes onde é o teu e eu sei onde é o meu.
Beijos esclarecedores
De Madalena a 12 de Setembro de 2006 às 09:15
Bem não sei se o meu comentário irá ajudar em alguma coisa, pois tenho uma opinião muito própria e fora do comum, penso eu, sobre este assunto.
Eu sempre achei que isso do ponto G era como que um "mito" que se tinha criado para rotular as mulheres como mais ou menos "quentes" e desculpem a linguagem.
Portanto como já deu para perceber eu acho que não existe nenhum ponto G específico ou então se falarmos em locais mais sensíveis, eróticos, como se lhe queiram chamar, diria que existem vários pontos G.
Acho que foi apenas um nome que se deu ao ponto ou local onde uma mulher ou homem sentem mais prazer, mas acho que não é preciso exagerar e fazer disso uma coisa supra especial.
E é esta realmente a minha modesta opinião, errada ou não, mas é a minha.
Isso do ponto G....bahhhh, é mas é uma boa treta eheheheheh Desculpa Zé Pedro, mas neste aspecto não estou em sintonia contigo, pelos vistos e já agora parabéns a ti e à felizarda que te fez descobrir essa maravilha.
Bjokas misteriosas
Madalena
De ZePedro a 13 de Setembro de 2006 às 09:12
Todos os comentários ajudam tudo faz parte de uma discussão e de uma troca de ideias, e tens razão para mim não existe esse ponto G específico bem como para mim o ponto G não é um rótulo mas sim outra coisa.
O ponto G não existe fisicamente o ponto G é uma maneira de se expressar que se atinge o máximo prazer nada mais e que apenas depende do envolvimento dos intervenientes no acto, expressa apenas a entrega e a vontade do momento.
Por isso para mim não é treta é algo de sublime a que deram o nome de um ponto.
Beijo sem ponto
De Ana a 12 de Setembro de 2006 às 10:51
Li algures uma frase que já não sei se será exactamente assim como o que vou escrever mas que basicamente dizia o seguinte, o corpo da mulher ou do homem são como musica e se cada um dos acordes for bem tocado chegaremos sem dúvida a uma sinfonia sublime, que nos transportará para uma outra dimensão. Felizardos os que conseguem alcançar tal plenitude, confesso que já me senti assim como descreves como que a levitar, uma sensação tão extraordinária difícil de descrever, esses momentos sublimes na minha opinião só são possíveis quando homem e mulher se entregam completamente um ao outro e estão em perfeita sintonia, se não sempre pelo menos no momento, quando ambos estão mentalmente concentrados na busca do prazer mútuo sem qualquer barreira ou tabu, por tudo isto acho que não existirá um único ponto G, já me senti assim em êxtase em diferentes situações, acho que o prazer passa sempre por um estado mental de libertação, da vivência do momento, da troca de sensações únicas que culminará numa explosão de sentidos e sentimentos.
Tudo isto para dizer que embora alguém já por diversas vezes me tenha tocado no famoso ponto, continuo sem saber onde fica o meu, e será que isso importa, penso não o importante é a vivência do momento e a realização do sentir, a procura de um único ponto de prazer penso que limitará a realização do prazer absoluto.
Depois de tudo isto não sei onde fica o meu ponto G, mas sei que existe em qualquer parte do meu corpo ou será na mente apenas, não interessa absolutamente nada.
E tu continuas preocupado em descobrir onde fica o teu ? Não penses nisso, sente apenas.
Beijos curiosos
Ana
De ZePedro a 13 de Setembro de 2006 às 09:15
Pois estou a ver que em certa medida pensas como eu mas a analogia da musica está mesmo deliciosa gostei mesmo muito mas agora aqui vai a minha verdadeira explicação do ponto G que estava feita já antes do post ser escrito.
O ponto G não existe fisicamente o ponto G é uma maneira de se expressar que se atinge o máximo prazer nada mais e que apenas depende do envolvimento dos intervenientes no acto, expressa apenas a entrega e a vontade do momento.
Como vês tens uma ideia aproximada muito semelhante á minha.
Mas escreve sim sempre gosto imenso desses desenvolvimentos
Beijo musical
De Vera a 12 de Setembro de 2006 às 11:01
Bem... a minha opinião vai de encontro à da Madalena, sem dúvida!
Todos as pessoas, provavelmente, têm um ponto G, mas não é o "tal" ponto, não é pontinho nenhum... Cada um tem um ponto mais sensível, que é aquele "tal pontinho" que nos leva às nuvens!
Ainda bem que encontraste o teu (se bem que o mito do ponto G seja que existe apenas nas mulheres, pelo menos foi o que li...)!!!
Mas acho que o que todos devemos fazer é começar à procura do tal pontinho, e enquanto o encontramos ou não... vamos vivendo bons momentos!
Beijocas ***
De ZePedro a 13 de Setembro de 2006 às 09:18
Porque raio é que apenas as mulheres terão o exclusivo do dito cujo ponto?
Na minha opinião todos temos
E tens razão o ponto físico para mim é apenas um mito e vais poder ler abaixo porque.
O ponto G não existe fisicamente o ponto G é uma maneira de se expressar que se atinge o máximo prazer nada mais e que apenas depende do envolvimento dos intervenientes no acto, expressa apenas a entrega e a vontade do momento.
Isto sim é o que eu sinto mas antes de o expressar tinha que ler umas opiniões é bem mais interessante assim
Beijo sem pontinhos
De Lobaaaaaaaaaa a 12 de Setembro de 2006 às 18:24
Ponto G? Isso existe? Dizem que sim...mas eu não duvido...(ver para crer...eheheheh).

O ponto G é quando tu desejas... é onde tu preferes... com quem tu escolheste... o tempo que necessitares... (digo eu, claro).

[Beijos]
De ZePedro a 13 de Setembro de 2006 às 09:20
E dizes muito bem Loba
Ver é que talvez não o consigamos ver
O ponto G não existe fisicamente o ponto G é uma maneira de se expressar que se atinge o máximo prazer nada mais e que apenas depende do envolvimento dos intervenientes no acto, expressa apenas a entrega e a vontade do momento.
Esta sim é a continuação do meu post
Beijos sem parenteses
De FATIMA a 13 de Setembro de 2006 às 14:08
Ola nino!!!

Primeiro que tudo,bem vindo à terra do nunca novamente. Já tinha saudades tuas ;o)

Em relação ao ponto G ele está na cabeça de cada um de nós, no estado de espírito e na disposição recíproca dos envolvidos.

O prazer de um acto sexual envolve diversos aspectos q são preponderantes no grau de prazer,tais como: cheiros,locais,cores,sons,comidas,bebidas,ambientes mas acima de tudo do desejo, pq nesses momentos o sentimento q mtos julgam fundamental passa para 2º plano.E não me digam com falsas modéstias q não, pq não há quem nunca se tenha sentido atraido ou fantasiado com alguém sem ser o parceiro.

Faz parte da mente humana, e mente saudável por sinal! Portanto tanto os homens como as mulheres teem ponto G,nem sempre o encontram pq nem sempre reunem todas as condições para tal acontecer.

Acho q me fiz entender,penso eu ehehe.

Beijo

FF
De ZePedro a 14 de Setembro de 2006 às 10:17
Nunca estive fora da terra do nunca nina
O modo de estar nessa terra é que mudou nada mais
Certas coisas saturam de uma certa maneira
E como quem interessa mesmo está contactável apenas os meios são outros.
E gostei imenso dessa tua descrição sintetizastes o que muita gente pensa mas que nunca teve a capacidade de resumir é assim como dizes sem duvida o sentir e o pensar.
Jitos para ti nina
De Angela a 13 de Setembro de 2006 às 22:43
Para mim, o prazer supremo não se centra num ponto. Se assim fosse, poderíamos dizer que o prazer seria uma simples resposta mecânica a um estímulo.
O prazer extasiante é proporcionado por um conjunto de factores. A meu ver, o envolvimento emocional é um dos factores primordiais. Mas não é o único. Há também o saber... a entrega... a sensibilidade... a busca... enfim...
Mas resumindo e concluindo, felizes daqueles que sentem o êxtase.
De ZePedro a 14 de Setembro de 2006 às 10:20
Já tinha saudades das tuas palavras por aqui, e tens toda a razão o prazer não é um ponto é sempre um conjunto muito alargado de sensações o ponto não passa da visualização de um sentir o tocar no ponto não é fisico mas sim global é como que o materializar do conjunto nada mais.
Mas numa coisa concordo em absoluto sentir o extase é uma felicidade inesquecível.
Beijos de boas vindas
De FlordeLis a 15 de Setembro de 2006 às 19:35
Meu amigo, se com essa idade não soubesses,estavas tramado! ahahahah...
Fora de brincadeiras.. acho que para os homens o ponto G da mulher sempre foi um dilema embora ele la esteja, mas com um pouco de treino,tudo se consegue, e também depende da mulher conhecer em pleno o seu corpo..
Agora o ponto G masculino é que é uma novidade,pelo menos nunca ouvi nenhum dizer que o tinha, ou entao, na generalidade,os homens ainda se conhecem menos do que nos conhecem a nós... !

De ZePedro a 18 de Setembro de 2006 às 09:17
Apenas para te dizer que os homens tambem se conhecem, quando aparece alguem que aos poucos os ajudam a que se conheçam, a sensibilidade tem que ser sempre estimulada
Beijos

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.pensamentos recentes

. Desejar e querer

. Dia de lembrar o primeiro...

. Dependencias

. Escutas Telefónicas

. Indignação

. Dia Mundial do Beijo

. Desodorizantes

. Escrita

. Cena do quotidiano

. Horários

.arquivos

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.Locais com imenso interesse

blogs SAPO

.subscrever feeds