Quarta-feira, 27 de Setembro de 2006

Vida árvores e encruzilhadas

Por vezes quando reflectimos na nossa vida pensamos em paralelos com coisas que conhecemos que podem ser ideias, actos ou objectos.

Ontem à noite, no quintal, com as estrelas como tecto e na companhia de um pensativo cigarro olhava para uma pequena oliveira que lá tenho e via que cada ramo nascia e depois se dividia e que depois se voltava a dividir.

E como a mente nos prega partidas comecei a fazer um certo paralelo.

A nossa vida pode ser simbolizada por uma árvore.

E passo a explicar.

O tronco que entra na terra é o início quando nascemos e começamos a viver e nada temos que escolher ou decidir, um caminho recto e linear.

Mas por cada grande decisão que tomamos a vida é como uma bifurcação dos ramos da árvore temos dois caminhos e seguimos um deles deixando para trás uma das opções.

E isto é algo que se repete muitas e muitas vezes.

Daí o existirem árvores maiores ou menores.

O tamanho da árvore para mim não depende da idade das pessoas mas sim do número de decisões tomadas.

Mas também se virmos bem nunca se consegue voltar atrás com uma decisão pois os ramos nunca se encontram.

Poderemos ir tomando decisões que nos levam no caminho semelhante e paralelo e embora possamos estar perto de um outro caminho anterior possível nunca estamos no mesmo.

E olhando para uma arvore frondosa vemos que a nossa vida pode ser tanta coisa.

Mas é apenas o resultado de decisões ponderadas, momentâneas ou sem se querer.

E pensando bem gosto da minha arvore.

Uma oliveira com imensas ramificações frondosa com muita folha e muita azeitona, mas sempre crescendo com energia.

sinto-me : Crescendo sempre
música: Big Dynamo - Cosmos
publicado por ZePedro às 10:05
link do post | pensamentos vossos | favorito
78 comentários:
De Madalena a 27 de Setembro de 2006 às 10:31
Gostei da comparação da árvore à vida.
Gostei da analogia das decisões com os ramos.
Mas eu também já dei por mim no meu quintal a olhar a minha oliveira e a pensar que preciso cortar alguns ramos....E porque não cortá-los?Eles voltarão a crescer mais fortes ainda...E se eu os souber cortar no sitio certo mais fortes serão ainda e mais bonita ficará a minha árvore.
Mas árvores há muitas, diferentes umas das outras, cada uma precisando de cuidados diferentes e específicos...
Por isso, uma sugestão: aprendam tudo o que puderem sobre a vossa árvore e cuidem dela com carinho e dedicação e se por vezes aparecerem alguns ramos ou vegetação que sejam diferentes, não os arranquem logo, procurem saber do que se trata, quem sabe não fará um conjunto harmonioso e diferente? E nunca se esqueçam que as árvores também sofrem e choram...
Bom, hoje parece-me que estou um pouco lírica demais.... lol
Beijinhos e trata bem da tua oliveira....
Madalena
De ZePedro a 27 de Setembro de 2006 às 14:21
Depois de ler o teu comentário verifico que ou eu não me expressei bem ou que não entendestes a minha maneira de pensar.
A arvore simboliza o decorrer da nossa vida não é para ser cortada mas sim apreciada pois os ramos simbolizam caminhos tomados ou recusados mas teem que estar lá todos.
Pois o crescimento da nossa arvore é exponencial por cada decsão que tomamos todos os outros ramos que existem tambem se dividem simbolizando as milhares de possibilidades de vida que tivemos e teremos.
Espero não ter baralhado mais
Beijos
De Madalena a 27 de Setembro de 2006 às 14:42
Entendi o que quiseste dizer sim, acho eu.
O cortar dos ramos não significa a morte, poderá significar o romper do tipo de vida que temos e recomeçar de novo, mais fortes, mais atentos.
Nunca te apeteceu fazer isso?Podar a árvore para que nasça de forma diferente?Mais sã até?
Olha eu já e só não o fiz porque o meu quintal e a minha oliveira não são só meus....
Entendeu, seu baralhador?
Beijinhos cheios de vida, de ramos, de tudo o que se queira ehehehe
Madalena
De Ana a 27 de Setembro de 2006 às 11:03
Esta analogia entre a vida e as decisões que vamos tomando e uma arvore é sem dúvida perfeita, todas as decisões que tomamos sejam ou se venham a tornar boas ou más, são passos que damos sempre na busca de uma realização seja ela pessoal ou profissional.
As decisões que vamos tomando realmente depois de tomadas e assumidas é complicado voltar atrás, mas existem sempre formas de contornar assim como os ramos de arvore quando se vão bifurcando noutros ramos mais pequeninos tb conseguem alterar o curso de um ramo que parecia a partida crescer orgulhoso no seu caminho.
Penso que em qualquer altura podemos sempre rever uma decisão anteriormente tomada, mas essa ze pedro é a minha opinião e sei que a tua não é essa, aliás acho que sempre soube se alguma vez tive dúvidas sobre ti, sobre a pessoa que és foi logo no inicio do nosso conhecimento, sei que és uma pessoa de carácter forte e determinado e que nunca irás mudar a tua forma de ser, tens orgulho em ser como és, nem melhor nem pior que ninguém és tu, eu entendo.
Desejo sinceramente que a tua arvore continue sempre a crescer se torne cada vez maior e continue a dar muitos frutos, eu gosto também e muito da tua árvore e gostaria de continuar a vê-la crescer.
E não querendo ser pretensiosa espero ocupar nem que seja um raminho pequenino dessa tua arvore, tu tens e continuarás a ter um ramo enorme na minha arvore que acredita tem um coração cheio de carinho que continua a bater graças a ti que surgiste e me mostrou que o sol brilha sempre, pode é estar escondido numa nuvem mas vai acabar por brilhar depois das nuvens e da chuva passarem, todos são necessários e importantes para o crescimento da arvore e eu sinto-me a crescer tal como tu.
Gosto da tua arvore ze pedro como gosto da minha espero que ambas cresçam mesmo que lado a lado mas sempre em direcção ao sol, que para mim significa paz e serenidade .
Vou andando por aqui para ver como vai crescendo a tua.
Beijinhos com sabor a frutos doces
Ana

De ZePedro a 27 de Setembro de 2006 às 14:27
Existe sim a possibilidade de voltar atrás com uma decisão mas isso implica um novo ramo e nunca o anterior pode ter um caminho paralelo mas nunca o mesmo.
Ai se eu tivesse jeito para o desenho teria que fazer uns bonecos ás duas minhas primeiras comentadoras pois parece que as minhas palavras estão para o hermético
Vamos lá ver a continuação...
Beijos
De Ana a 27 de Setembro de 2006 às 14:36
Gosto de te ler, já agora gostava de ver os desenhos, aceita como desafio, rsrs
tu gostas de ser hermético e depois corres este risco.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Gosto de te ler, já agora gostava de ver os desenhos, aceita como desafio, rsrs <BR>tu gostas de ser hermético e depois corres este risco. <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Jokas</A> <BR>Ana
De Madalena a 27 de Setembro de 2006 às 14:44
Boa Ana! É assim mesmo!
Deve achar que tem muito jeito para o desenho, sabes....
Veremos quem deseja o quê a quem...Tu entendes-me, certo?
Beijokas
Madalena
De Madalena a 27 de Setembro de 2006 às 14:47
Voltei só para fazer uma rectificação.
Onde disse deseja queria dizer desenha.
Será que me fugiu a boca para a verdade?! Ehehehehe
Bjs
Madalena
De Ana a 27 de Setembro de 2006 às 14:56
Claro que te entendo Madalena, entretanto vou ver se aprendo a desenhar alguma coisita.
Bjokas
Ana
De ZePedro a 27 de Setembro de 2006 às 21:41
Fiquem descansadas que vão ter o desenho, pode demorar mas vai chegar de certeza eu não me chame Zé Pedro
Beijos para as duas
De Madalena a 27 de Setembro de 2006 às 21:46
És mesmo um diabinho tu! E nem preciso dizer mais nada...Da minha parte eu te darei o desenho...A ana falará por ela, claro.
E vê lá não recebas tu um desenho antes de teres feito um para nós!Ehehhehe
Seu gato escondido com o rabo de fora...eu digo-te!
Beijinhos, mauzão
Madalena
De Madalena a 27 de Setembro de 2006 às 21:59
E continuas morto!!Que lata! Nem comigo falas! Possas!
Assim vou chorar.... snif snif
Mauzão!
Sem beijo
Madalena
De ZePedro a 28 de Setembro de 2006 às 09:37
Tá tudo doido...
Agora julgam que isto aqui é um chat com transmissão de imagens...
Ele há cada uma...
De Madalena a 28 de Setembro de 2006 às 10:18
Tudo doido ñ! Tu é que andas doido!
E não me faças por a boca no trombone....Aliás, vou guardar o trombone e dedicar-me a outras coisas....
Bjs
Madalena
De Maria Alfacinha a 27 de Setembro de 2006 às 13:10
Sem desprimor pelas tuas considerações e analogia entre as arvores e a vida, surgiram-me, assim de repente, duas questões:
Não tenho uma oliveira no quintal mas tenho um limoeiro completamente desalinhado pois eu acredito que a mãe Natureza deve seguir o curso que entende o que é também uma boa desculpa para o facto de nunca o podar. Se houver alguma relação entre a minha vida e aquele limoeiro... estou pior do que pensava.
A segunda questão é mais delicada. Como não conheço muita gente que tenha quintal, e como o destino já em tempos cruzou as nossas vidas, (espero que apenas) ao sermos vizinhos quando éramos jovens inconscientes, será que... não, não pode ser... era coincidências a mais... mas ontem, na rua abaixo da minha, estava um vizinho no quintal a fumar um cigarro debaixo de uma arvore e... não, não podia ser uma oliveira....

Ai... eu hoje devia estar proibida de fazer comentários. E juro que tomei os comprimidos ! :-)

Beijo (hoje nem sei de quê)
De ZePedro a 27 de Setembro de 2006 às 21:51
Fica descansada amiga não existe relação entre a tua vida e o teu limoeiro a arvore aqui não passa de uma figura de estilo nada mais.
Essa agora do destino ter cruzado as nossas vidas é que me deixa baralhado mas já agora lembrei-me de um possivel detalhe tu por acaso não passavas férias na praia de Sesimbra?
E ainda outro detalhe usavas óculos?
E para ficares descansada a minha oliveira ainda cresce, não dá para eu me por assim debaixo dela...
Beijos para ti
De Maria Alfacinha a 28 de Setembro de 2006 às 12:58
Duplamente descansada.
Quanto ao meu llimoeiro e... não, não passava férias em Sesimbra e só agora é que uso óculos de vez em quando.
Ufff ! Sobra-nos o 24... :-)

Beijo de sossego
De ZePedro a 29 de Setembro de 2006 às 09:36
O que eu quero é que estejas mesmo descansada, em relação ao 24 vou puxar pelas memórias.
Mas em relação aos óculos e a Sesimbra as tuas palavras fizeram-me vir á mente memórias de á quase 30 anos a imagem de uma rapariga presumo da minha idade que eu creio que morava na rua de campolide e que ia á praia a Sesimbra tal como eu e que tudo ao longo de uns 2 ou 3 anos não passou de uma longa troca de olhares quando nos cruzávamos...
Interessante se calhar é um bom tema para um post
Beijos para ti
De FlordeLis a 27 de Setembro de 2006 às 16:44
Sim, uma comparação perfeitamente normal (podia nao ser uma oliveira!... ), e que faz todo o sentido,mas uma vida dura em media, (na minha perspectiva) 60 anos... esperemos que mais, claro. Gostarias que a tua vida fosse comparada com uma oliveira ou com um pinheiro? Aí a tua esperança de vida aumentaria muitas vezes mais e poderias viver experiências bem mais extensas e diferentes... a oliveira para mim não chegava se me dessem a escolher...




De ZePedro a 28 de Setembro de 2006 às 09:36
Só 60 anos? Andas a consultar estatisticas bem atrasadas
Mas para alem desse detalhe antes uma oliveira que um pinheiro pois os pinheiros são cortados e as oliveiras preservadas...
Mas se pudesse escolher mesmo preferia uma arvore monumental que existe numa das entradas do jardim da estrela essa sim valia a pena
Beijos para ti
De Maeve a 28 de Setembro de 2006 às 10:34
ZéPedro... acho que já li muitas analogias em relação à vida.
Eu própria também as faço.

Mas esta foi sem dúvida uma das mais simples e bonitas que li.

Beijos repenicados na bochecha
De ZePedro a 29 de Setembro de 2006 às 09:38
Ainda bem que gostastes
Mas o que eu mais gostei foi do beijo repenicado
Jocas sem repenicos pois acho que num sei repenicar...
De Maeve a 29 de Setembro de 2006 às 15:39


Beijos repenicados são deliciosos....



De ZePedro a 29 de Setembro de 2006 às 23:15
Se o dizes vou acreditar
Mas terás que me dizer onde poderei experimentar
Beijocas
De Vera a 28 de Setembro de 2006 às 11:23
Gostei imenso deste teu post e da tua comparação!
Está extremamento filosófico, adorável!
Beijinho grande
De ZePedro a 29 de Setembro de 2006 às 09:39
A ideia não era ser filosófico
Apenas sentido cá de dentro
Ainda bem que gostastes
Beijo
De Op.Louca a 28 de Setembro de 2006 às 18:49
Hummmm...então a mente prega-nos partidas!!! Será ?!!????( Ou seremos nós que pregamos partidas à mente??!!??)
Eu cá, diria que tens uma imaginação muito fértil...Oh...oh...se tens!
Embora ao ler estas tuas palavras aqui deixadas , esteja de pleno acordo contigo....mas ( tem de existir sempre um "mas" na " estória"). E agora brincando ( tinhas de olhar a tua Oliviera, para ser a árvore ao qual associaste a " vida simbolizada por uma árvore, irra... estou " danada" é que na última frase colocaste uma palavra ao qual sou alérgica.. " Azeitona" é que Adoroooooooooo elasss..nhumm, nhumm, nhummm...e não posso saboreá-las!!!! Sniff....Sniff...Sniff.... Queres-me " matar" é ???!!???)
Beijinho : )
P-S: " Matar-me " de desejos ( de saborear azeitonas ...note-se ! )
De ZePedro a 29 de Setembro de 2006 às 09:51
A mente prega-nos partidas sim mas nós tambem as pregamos mas quando isso acontece não será à mente mas sim à Albertina ou a outra qualquer....
E sim tenho uma imaginação bem fertil mas que para funcionar tem que ter algum estímulo exterior.
E fica descansada não te quero matar nem de desejos desses nem ...( aqui é melhor ficar calado)
E por favor manda lá a lista das tuas proibições para ver se eu num te mato...
Beijocas
De Op.Louca a 29 de Setembro de 2006 às 02:43
Upssssssssssssss era Oliveira ( antes que me faça a correcção..... vim cá eu! ) Ehehehehehe
Beijinho : )))
De ZePedro a 29 de Setembro de 2006 às 09:52
E que te enganes muito para vires muitas vezes..
Jocas animadas
De Op.Louca a 29 de Setembro de 2006 às 16:39
Mau...mau...mau!!!! É mesmo melhor ficares " calado". Ehehehehehe ;)
Ahhhhhh e quanto à Albertina podes engana-la quando quiseres, já a outra qualquer....... ( hiihhiihih ) acho que me fiz entender!
A lista das " proibições" ??!!?? Nahhhhhh... Deixa-te de ser tão cuirioso. ( Sou coisa " Ruim" não me " matarás" com tanta facilidade)
Beijinho : ))))
De ZePedro a 29 de Setembro de 2006 às 23:17
Curioso vou ser sempre e de certeza que não te quero matar ora essa sejas tu ruim ou não e depois quem é que escrevia estas respostas que me deixam sempre muita bem disposto?
Beijinhos
De Op.Louca a 29 de Setembro de 2006 às 16:41
Não preciso de me enganar para cá voltar....descansa!!!! Pois só deixarei de cá vir ( ou ir ) ehehehehe se houver algum impedimento! :)
De ZePedro a 29 de Setembro de 2006 às 23:18
Que nunca estejas impedida para voltares é bom que aqui estejas pois a tua loucura é saudável
Beijos loucos

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.pensamentos recentes

. Desejar e querer

. Dia de lembrar o primeiro...

. Dependencias

. Escutas Telefónicas

. Indignação

. Dia Mundial do Beijo

. Desodorizantes

. Escrita

. Cena do quotidiano

. Horários

.arquivos

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.Locais com imenso interesse

blogs SAPO

.subscrever feeds