Quarta-feira, 4 de Outubro de 2006

Tríptico das relações Parte II

Conforme prometido aqui vai a segunda parte desta trilogia

 

A relação física

 

Em primeiro lugar tenho que dar a minha definição de ralação física que poderá ser diferente de outras pessoas.

Para mim a relação física é aquela que existe entre duas pessoas apenas com o fim de desfrutarem momentos ou horas de prazer em que não existe mais nada entre elas do que a simples busca de um prazer mútuo.

 

Este tipo de relação implica um grande desprendimento mental relativamente aos sentimentos, ao verdadeiro sentir, pois apenas quer satisfação física e não mental.

É como a libertação da luxúria de um modo animal, quase como o satisfazer de uma necessidade, que entre os animais significa a continuação da espécie, mas que neste caso significa a satisfação física acima de tudo.

É uma relação em que o prazer pode ser extremamente intenso, tanto de uma parte como da outra, em que se misturam todas as técnicas conhecidas e descobertas no momento, para proporcionar um máximo de prazer ao/à parceiro/a, e que ao ser proporcionado tem como moeda de troca receber na mesma quantidade e intensidade.

É uma relação que sim poderá proporcionar prazeres extraordinários mas sempre sem uma sensação de continuidade, pois mesmo que repetido com um/a mesmo/a parceiro/a tem um sabor de etapa única apenas com o fim do grito do êxtase.

Por outro lado é um tipo de relação que também permite o apurar dos modos de dar prazer a com quem se está pois as memórias de algo efectuado ficam sempre na nossa mente.

Tem as suas virtudes pois permite o descarregar de certas tensões acumuladas pois depois do esforço e do prazer físico dá uma sensação de paz e calma, mas é uma sensação apenas física, acaba por ser semelhante a uma masturbação em termos de pensamento, certas vezes precisamos e fazemos mas não nos realiza, apenas tiramos o demónio do corpo.

Por isso acho que a relação física para quem a praticar (terei que confessar que já o fiz, pois seria difícil analisar sem conhecimento de causa) é uma necessidade fisiológica e nunca uma entrega.

E sendo necessidade quem se dedicar a esta prática com intensidade nunca mais se entregará mas apenas pensará numa satisfação física.

sinto-me : no bom caminho
música: nenhuma hoje
publicado por ZePedro às 09:00
link do post | pensamentos vossos | favorito
67 comentários:
De Madalena a 4 de Outubro de 2006 às 14:26
Direi que concordo com quase tudo o que tu disseste aqui, ou seja, que tenho a mesma opinião, porque não estamos aqui para concordar ou discordar mas sim opinar.
Na relação física o objectivo será mesmo a libertação de prazer, em que duas pessoas se entregam durante algumas horas com o objectivo de alcançarem o prazer máximo.
Não concordo inteiramente, quando dizes que é totalmente desprovida de sentimentos.
Porque seja lá que sentimento for algum tem que existir para passarmos esse tempo com essa pessoa e não com outra qualquer. Ou seja, do modo como tu o dizes, eu visualizei logo uma cena do género: olha apeteçe-me ter sexo, vou já apanhar aquele homem que ali vai e bora lá! Entendes o que eu quero dizer?
Talvez não seja um tipo de sentimento no verdadeiro sentido da palavra mas quando duas pessoas resolvem ter prazer físico tem que existir algo mais que a uniu e as levou a isso. Porque acaba por haver sempre uma escolha, uma selecção e se essas situações existem é porque aquela pessoa nos diz algo e outra não.
Talvez não me saiba explicar bem, talvez esteja errada, não sei, mas na minha opinião mesmo na relação física, existe um não sei quê que faz com que se tenha "escolhido" determinada pessoa.
Por isso, será sim uma atitude quase animal e carnal, mas não só. Há mais qualquer coisa que eu não sei o que é e que talvez quem por aqui passa me possa explicar ou até ver as coisas de outra forma.
Eu sou realmente, digamos que antiquada em algumas coisas. O envolver-me fisicamente com alguém teria que passar pelo facto dessa pessoa ser especial para mim, ser diferente da maioria, talvez por isso eu ache que na realção física não existe só o sexo pelo sexo...Gostaria que comentassem esta minha maneira de ver as coisas.Estarei assim tão errada? Ou será que as pessoas para se defenderem do receio de confusão de sentimentos dizem que não passa de sexo por sexo e que não mexe com o coração ou alma?Fica a questão.
Já sei Zé Pedro que me vais bombardear com as tuas explicações lógicas, mas eu ainda sou daquelas pessoas que acham que certas coisas, certos "sentires" não têm explicação...É bom e pronto....
Beijokas gandes
Madalena
De FM a 4 de Outubro de 2006 às 16:38
amiga madalena...
no meu ponto de vista, uma acto sexual acontece porque duas pessoas assim o desejam. Agora, o que desperta essa vontade, aí sim, já são muitos factores, mas na minha opinião, acho que isto já parte da pessoa, da maneira de ser dela.
A imagem que tu deste, não é totalmente descabida, muitas vezes acontece, estares num sítio qualquer, e há uma troca de olhares, uma expressão, qualquer coisa que desperta curiosidade e desejo, depois ou vocês continuam o vosso caminho e nada acontece, ou são pessoas mais 'aventureiras' e tentam falar com a outra pessoa. Entendes o que quero dizer?
No meu ponto de vista, não é as pessoas temerem uma relação, ou os sentimentos dela, mas é um alargamento de ideias que nos permite ser independentes sem sacrificios, sexo é bom e faz bem à saúde!
Pensa assim, antes tinhas que ir ao médico ou à farmácia para medir a tensão, agora se tiveres um aparelho em casa, podes fazer a tua vida À vontade e medires a tensão quando achares que é necessário, sem dares explicções a ninguém.
a meu ver, é mais ou menos a mesma coisa. Podes ser livre, e se tiveres um desejo, uma curiosidade em qualquer pessoa, podes te-la, o melhor de tudo é que, se o gajo não valer nada na cama, podes simplesmente dizer-lhe 'adeus', que ninguém morre.
BJ

FM
De Madalena a 4 de Outubro de 2006 às 17:31
Obrigada por teres tentado esclarecer-me, mas sinceramente eu continuo a achar tudo aquilo que disse... E concordo sim com o que a FM disse.
Não existem diferenças entre a 1ª e a 2ª situação, apenas a questão do pagamento.
E essa coisa do usar e deitar fora não faz o meu género...sabes, já sou 1 cadito cota e como diria o outro: no meu tempo não era assim... Ehehehehe
Opiniões....Ainda bem que há várias,né?
Mas obrigada por me teres comentado.
Bj
Madalena
De ZePedro a 5 de Outubro de 2006 às 17:52
Comentando de um modo sucinto o teu longo comentário diria que o algo mais que tem que haver numa relação física para alem de uma atracção carnal é a existecia de uma quimica que aproxima, uma quimica de luxuria que atinge o máximo da reacção quando a relação se concretiza
Beijos sem elementos quimicos á mistura
De FM a 4 de Outubro de 2006 às 16:27
Pezitooo,
permite-me que te coloque uma questão...
Qual a diferença de ires para a cama com uma mulher e teres, ao que aqui denominas de 'relação física' ou, teres relações com uma profissional do ramo, ao que tu denominas-te anteriormente de 'relação paga' ?
Ao longo deste texto que acabei de ler, percebi a paixão que tu nutres pelo sexo feminino, paixão louca de possuíres um corpo feminino. Não és de todo um depravado ou tarado sexual, és um apaixonado, porque, e quem te conhece sabe bem, tu observas, elogias, reparas naquele mais pequeno pormenor que os homens ignoram e nos fazem sentir especiais.
Bem, mas queria eu dizer, aqui falas que é uma relação desprovida de sentimentos e sem qualquer tipo de compromisso; o que me leva a concluir que entre ti e a tua parceira há únicamente atracção sexual, pois bem caro amigo, com uma profissional do ramo, há igualmente uma atracção, pois tu escolhes o que queres comer, e não há compromisso.
Para mim, a verdadeira diferença, é a entrega que existe, mas não da tua parte. E isto, meu amigo, se a profissional se sentir atraída por ti, será igualmente um relação física, mas logicamente terás que pagar no fim.
BJ

FM
De Madalena a 4 de Outubro de 2006 às 17:27
Não costumo comentar os comentários aqui feitos por outras pessoas, mas não resisti em comentar este.
É que eu penso precisamente o mesmo!
Apenas não o soube exprimir assim tão bem por palavras!
A diferença é realmente num caso haver pagamento e noutro não, mas a coisa é a mesma.
Peço desculpa pela intromissão, mas apenas quis dizer que na realidade é isso mesmo que eu penso.
Bj
Madalena
De FM a 4 de Outubro de 2006 às 22:29
ó minha amiga, na parte a que me diz respeito, opina à vontade!
BJ e bom fds

FM
De Madalena a 6 de Outubro de 2006 às 11:01
Obrigada, assim fico à vontade para posteriores comentários.
Queria aproveitar para dizer só mais uma coisita: continuo a achar que não existem grandes diferenças entre os dois tipos de relações, a 1ª e a 2ª.
Porque até na relação com um(a) prostituto(a) existe uma escolha, algo que salta á vista, logo é porque existe qualquer "sentir" em relação a A e não a B.
Mas nós sabemos como é o Zé Pedro...único na sua forma de ver, viver, sentir as coisas....
Mas não é uma crítica, cada pessoa é como é.
Talvez fosse, no entanto, altura para ele começar a rever essa su aforma de estar, porque não acredito que haja muita gente a partilhá-la.É a minha humilde opinião, claro.
Bjs
Madalena
De ZePedro a 6 de Outubro de 2006 às 14:58
Cada qual com a sua opinião em relação ás relações que se respeita.
Sim o o eu o Zé Pedro é como é mas como já o é á muito tempo parece que vai continuar a ser mas aceitam-se todas as opiniões
Beijos
De ZePedro a 5 de Outubro de 2006 às 18:33
A diferença entre uma relação fisica e paga é muito simples na relação fisica o que move os dois intervenientes é exactamente a mesma coisa, a luxúria e o prazer carnal, numa relação paga um procura prazer carnal e o outro lucro apenas.
E numa coisa tens razão sou um apaixonado pelas mulheres é verdade mas não tenho a paixão louca de possuir qualquer corpo femenino isso é algo do passado neste momento só possuo quem me possui só tenho quem me tem é algo de mais profundo que apenas ter, mas não deixo nunca de observar e apreciar
Beijos para ti
De Lobaaaaaaaaaaaaaaaa a 4 de Outubro de 2006 às 18:57
Esta triologia está a tornar-se mais complexa... hummm...

Este tema é... um must...

Vamos ver se consigo exprimir-me correctamente e sem que pense (ou pensem) que eu sou tarada ou que pratico esta situação...

Há quem se entregue momentaneamente a um prazer efemero e o qual não tem continuidade longa... entrega-se de corpo e alma e vive intensamente o momento, sem qualquer compromisso futuro.

Há quem diga que sexo com amor é excelente. E que sexo sem amor é bom. Sexo pode ser bom das duas maneiras, desde que se saiba tomar partido da situação.

[Sem saber porque, fiquei timida... beijos rosados]
De ZePedro a 5 de Outubro de 2006 às 18:37
Claro que uma trilogia teria que estar cada vez mais complexa e ainda não lestes a parte que falta.
E fica descansada aqui não se pensa aqui apenas se exprime e cada qual é livre de praticar o que desejar desde que o faça com quem concorde com a prática.
E sendo bem directo e usando uma frase que eu já escrevi em resposta a algo noutro blg expresso, e desculpem a força das palavras, fazer amor pode ser uma boa foda, mas uma boa foda pode não ser fazer amor.
Beijos sem timidez
De Lobaaaaaaaaaaaaaaa a 5 de Outubro de 2006 às 22:56
Essa parte final está demais... ahahahahahah

]Beijos em parenteses Abertos[

P.S. Um dia, quem sabe mais de perto, lhe diga o significado dos parenteses rectos.
De ZePedro a 6 de Outubro de 2006 às 08:50
Pode estar bem directa a parte final mas por vezes com poucas palavras se diz tudo embora com as ditas a serem mesmo bem fortes.
E eu ainda nem sei o significado dos parenteses curvos quanto mais dos rectos....
Mas aguardarei
Beijos simplesmente
De FlordeLis a 4 de Outubro de 2006 às 23:04
Como já disse e vou mais uma vez repetir,o prazer físico independentemente de haver um sentimento mais intenso ou nao, é sempre uma busca de algo que não esta bem nas nossas vidas. Pudemos querer procurar novas experiencias, provar para nos proprios que estamos vivos, gostar de correr riscos, procuramos sentir que ainda somos atraentes aos olhos dos outros, enfim, uma serie de coisas, que nos podem impelir a isso...
Eu sei o que me moveu a ter uma relação assim à uns anos, e como também já disse, foi uma experiencia totalmente gratificante para mim, e que acabou sem magoa, apenas quando teve de ser. Cada um seguiu com a sua vida e não houve ressentimentos por isso.
E a experiencia valeu a pena... ;)


De ZePedro a 5 de Outubro de 2006 às 18:38
São experiencias que sim valem muito a pena desde que não seja um modo de estar para toda uma vida.
Como eu costumo dizer são fases apenas mas gratificantes.
Beijos
De Op.Louca a 6 de Outubro de 2006 às 02:33
...exacto..exacto..."É uma necessidade fisiológica e nunca a entrega " Total", afinal ainda só vais na relação física , né ???!!?? Eheheheheh ( E como por impulso , lá vim eu meter nojo ) ;)
Se existe uma atracção, um desejo carnal, um carinho especial, porque não deixarem-se levar pela intuição??!? Medos, incertezas, receios, inseguranças???!!??? Hummmmm...... se tiver que acontecer ......acontece.... ( estou de acordo com o que escreveu a Madalena ...são coisas que não têm explicação). Diria mesmo que é uma " Perdição ".
Épahhhh... Demónio do corpo ....diabo-no-corpo... agora lembrei-me de algo ahahahaha ( mas fica só para mim ! ).
Beijinho endiabrado : )
De ZePedro a 6 de Outubro de 2006 às 08:53
Pois claro que vou ainda e apenas na relação física tem que ser uma coisa de cada vez se escrevesse tudo de uma vez era cá uma confusão...
Não teem explicação estas coisas não e podem ser uma perdição e se formos rimar com as palvras antes escritas são uma expressão do tesão.
Onde andas tu a esconder esse demónio????
Beijo curioso
De Op.Louca a 6 de Outubro de 2006 às 12:55
Eu??? A esconder o demónio?? Não, não ....ele que se esconde de mim! ( Pst, deve querer jogar o esconde, esconde , ou o " apanha"). Se bem que é um jogo engraçado....mas acaba por cansar.
Ah, tesão???!!?? Txééé se continuares a escrever assim, ou a falar dessa forma...lá se vai é o tesão todo!
Beijinho ; )
De quem me conhece saberá quem sou a 6 de Outubro de 2006 às 14:00
Não me apetece francamente comentar neste momento o post anterior ou este..., ou vou comentar sim, ambos são relações fisicas uma paga outra não ambas com a concordância dos intervenientes, sem interessar quem toma a iniciativa, homem ou mulher , a busca do prazer pelo prazer, pode realmente acontecer e acredito que assim seja no primeiro caso o prazer ser de uma só das partes a outra parte encara-la como um trabalho, que deve ser o que acontece na maioria dos casos, não sou ninguem para julgar seja quem for, no segundo caso será uma troca, mas sem duvida só fisica, pois se não for dessa forma será outra coisa, o estar com alguem numa relação para mim terá sempre de envolver sentimentos, este é o meu ponto de vista se calhar meio confuso, até porque comecei por dizer que não me apetecia comentar, mas neste momento eu estou confusa, perdoem-me Ze Pedro e os que lerem este comentário.
Tu consegues sempre surpreender e deixar-me sem palavras, vou ficar por aqui a observar para tentar entender, sei que será complicado, mas chegarei lá, como tu sou paciente.
E quanto ao comentário anterior da Op. Louca e desculpem ir meter a colher numa troca de palavras que não é minha, mas está aqui para todos lerem, não consigo resistir, acho sinceramente que esta vossa troca de palavras está a dar imensa pica a alguém que conheço,ou quem sabe a ambos, desculpem mas tb eu me senti com o diabinho no corpo...
Beijos de quem esta um pouco confuso, mas com alguma certezas também. ( que confusâo)
De ZePedro a 6 de Outubro de 2006 às 15:01
Tanta confusão e tanto esconder coisa não corrente neste espaço com tanta palavra e tanta confusão fico sem saber quem serás ou não.
Quando entenderes diz então quem és
Até lá pacientemente aguardo
De continuando a 6 de Outubro de 2006 às 17:06
não sei bem quem se anda a esconder de quem... mas está bem...nem sei bem pq só agora fui ler se ja tinha resposta e fiquei triste de verdade.
Beijos muito sinceros de quem te diz sempre a verdade, se calhar devia esconder um pouquinho mais de mim ser mais dessimulada mas francamente não consigo, sou mesmo desta forma sincera e se não disse aqui quem era é pq sinto que de algum modo tb te andas a esconder e não consigo aceitar até posso se explicares entender aceitar é complicado.
Bom fim de semana tb para ti.
De Op.Louca a 6 de Outubro de 2006 às 16:37
Ena....que grande confusão! Ahahahaha...se és quem penso ...... ( Era para as 8 horas?? ) :)

Grande doidaça me saíste....Beijinho com o diabinho fora do corpo....

P-S: ( Se errei , xiu ...guarda só para ti ....é porque afinal não te conheço assim tão bem ) ;)
Mas....hummm...algo me diz que estou certíssima!
De e continuando ainda a 6 de Outubro de 2006 às 17:09
Não me conheces de certeza, mas quem sabe se nos poderemos vir a conhecer, nesta altura já estou por tudo mesmo.
De Op.Louca a 6 de Outubro de 2006 às 17:45
Se dizes que não te conheço, não tenho porque não acreditar em ti. Mas sinceramente pensei bem que eras alguém que gosto muito ( e tens uma maneira de escrever muito idêntica ao dela.)
Se por algum momento, com estas minhas palavras ou comentários levados numa de brincadeira te magoei, só me resta deixar-te um pedido de desculpas ( embora saiba que não se pedem evitam-se, mas é bonito saber pedir um perdão), deixo aqui o meu principalmente a ti ( que afinal não sei quem és), para além disso não tenho por hábito de magoar seja quem for...até porque não gosto que mo façam a mim.
Beijinho carinhoso....e um bom fim de semana!
P-S: Quanto ao conhecer-nos tudo depende de ti, eu estou sempre pronta a fazer novas Amizades! : )
De Ana a 6 de Outubro de 2006 às 18:02
Peço te imensa desculpa de verdade estou um bocado confusa é verdade e tenho quase a certeza que ja meti os pés pelas mãos e acabei por passar uma imagem que não queria, agora ja sabes quem sou, desculpa mesmo a confusão que arranjei, tens imensa razão desculpas evitam-se.
Estou sinceramente envergonhada mas já não posso fazer nada para evitar o que foi dito aqui.
Beijinhos carinhosos tb para ti
De Op.Louca a 7 de Outubro de 2006 às 01:44
Ana.....Nunca...mas nunca te envergonhes daquilo que fizeste, do que fazes ou daquilo que poderás vir a fazer! :)
Beijitos
De ZePedro a 6 de Outubro de 2006 às 14:44
Em certas alturas saem as palavras que saem, tudo tem momentos, mas como irá ele? Só pode ir se existir e essa sim é uma questão enigmática com diabo ou sem ele
Beijos simples sem confusões
De Op.Louca a 6 de Outubro de 2006 às 16:40
É ...também me questiono!!!! Existirá ??!!??
Deixo-te um sorriso malandreco! : )
De Lobaaaaaaaaaaaaaaaa a 6 de Outubro de 2006 às 18:09
Ó doida... aposto que pensaste que era eu.... ahahahah

Apenas a caligrafia é parecida... aahahahahahha

Amanhã pode ser às 12 horas, sff?

Beijos, gaja mais maluca do que eu.
Beijos ao José.
De Op.Louca a 6 de Outubro de 2006 às 18:16
Bem ....vou para os copos esta noite..... pode ser antes ás 15h???? Ehehehehhehe
É que ao meu dia ainda devo andar alcoolicamente bem disposta...e com aquele bafo....;)
Claro que era só na caligrafia .... afinal ela é tão educadinha né ?? : )
Beijos Mil .... : )
De Lobaaaaaaaaaaaaaaaaaa a 6 de Outubro de 2006 às 18:44
Está bem... também pode ser.

A Ana está apenas baralhada. Ela não nos conhece e não sabe que nós somos 'divertidas' e gostamos de 'divertir', né doida?

Se nos conhecesse já estava a gargalhar connosco.

Beijos mil em tu.
De Op.Louca a 6 de Outubro de 2006 às 18:49
Exactamente sua...sua...sua...." Ranhosita".....somos pura e simplesmente umas tipas super divertidas....
A Ana....fez confusão sim..... Mas.....um dia ainda vai dar grandes gargalhadas connosco! :)

Ok...ok...então ás 15 horas....combinado!
Beijinhosssssss loucossss só para ti !
Ahhhhh e um ao Zé Pedro que nos atura por cá ! : )
De Lobaaaaaaaaaaa a 6 de Outubro de 2006 às 18:54
Isso... beijos ao José...

José, apenas estavamos a brincar. Desculpe o incomodo causado.

Ponto finalissimo.

P.s. Deixa-me comentar o terceiro texto? Bem-haja.
De Ana a 6 de Outubro de 2006 às 18:07
A ti principalmente o meu pedido de desculpas, já percebi e como, que me excedi mas aqui estou a reconhecer, espero sinceramente que este meu estado de confusão não estrague a nossa amizade.
Beijinhos carinhosos e sentidos
De Ana a 6 de Outubro de 2006 às 18:08
O pedido de desculpas anteriores são como é obvio para o Ze Pedro.
De ZePedro a 6 de Outubro de 2006 às 21:56
Penso que já deve estar tudo esclarecido digo eu...
Beijos a todas mas sem baralhações
De Op.Louca a 7 de Outubro de 2006 às 01:48
É obvio que está tudo esclarecido, não se nota??!!??
Beijos sem baralhações??!!?? Nada disso.
Apetece-me deixar-lhe um beijinho todo baralhado...misturado....resumindo e concluindo( aí que alguém ainda me dá umas palmadas) um Beijinho " Moulinex" : )

P-S: Se não entendeu ...um dia explico! ;)
De ZePedro a 9 de Outubro de 2006 às 09:08
Essa do beijo baralhado e tambem misturado tipo Moulinex deve ser algo de bem mas mesmo muita bem agitado tipo batido de sensações agradáveis, no que diz respeito ás palmadas pois.... é algo a ver....
Beijo ainda aguardando explicação
De Op.Louca a 9 de Outubro de 2006 às 17:14
São umas sensações incríveis....mas dado à pessoa certa....porque às erradas nem em sonhos ou mesmo pesadelos! ( Chiça...era só o que me faltava..para colocar nos" arquivos do Dossier").

Ah....já me esquecia...as palmadas têm de ser dadas com carinho, senão fujo!

Vou deixar de lhe dar beijinhos ( anda a habituar-se mal ), que tal a ideia hã, hã ? : )
De ZePedro a 10 de Outubro de 2006 às 08:43
Continuo a pensar que deve ser bem interessante esse beijo Moulinex mas como já disse antes aguardo serenamente (mas a dúvida instala-se... serei uma pessoa certa...?)
As palmadas logicamente que teem que ser com carinho, com jeito, no local certo e no momento adequado.
E não gosto da ideia de deixares de dar beijinhos são uma coisinha tão boa....
Beijinhos para ti á espera dos que vão vir
De Op.Louca a 10 de Outubro de 2006 às 11:20
Duvida, duvida que da dúvida se fez luz! : )
De Op.Louca a 10 de Outubro de 2006 às 13:49
E como tenho a sensação que algum diabo me convoca, passo a explicar a minha definição de um beijo moulinex:
- É um beijo que exige a sincronia total entre duas pessoas, deixar-se levar pela sensação tentadora de encostar boca com boca, lábios nos lábios ( trincá-los suavemente), e deixar que as línguas brinquem uma com a outra!
( Como ele há gostos para tudo) sempre se pode começar por querer saborear um morango" ou um chocolate", entre 2 bocas( resultado =um morango mixado entre 2 línguas, tal qual numa " Moulinex") apenas com a diferença de não existirem lâminas...e sim dentitos ...ehehehehhehe : )
Ainda com muita curiosidade? Ou fiz-me entender?!? :)
De ZePedro a 10 de Outubro de 2006 às 14:07
Ando sempre com imensa curiosidade
Não sei se é uma qualidade ou um defeito
mas sou mesmo assim
Mas explicastes muito bem
apenas faria uns comentários complementares
Com morangos sim com chocolate nem por isso gostos...
E as linguas devem para alem de brincar fazer outra coisa que é bailarem uma com a outra numa dança enebriante que achas?
beijo esclarecido
De Op.Louca a 10 de Outubro de 2006 às 14:42
Acho uma exclente ideia....mas só as línguas??!!??
E que tal dançar um tango também???: )
Beijinho igualmente esclarecido (sou como tu, prefiro os morangos ) ;)
De ZePedro a 11 de Outubro de 2006 às 08:45
It takes two to tango aceito o desafio, mas leva sapatos de biqueira de aço....
beijos
De Op.Louca a 11 de Outubro de 2006 às 10:14
Nem sempre leva ao tango....não!
Descansa, sapatinhos de biqueira de aço não tenho....mas tenho as botas....Preparado?!?
( Nem sabes no que te metes.)
Beijitos :)
De ZePedro a 11 de Outubro de 2006 às 11:17
Inda vai ser melhor que uma sessão do jogo do pisa
Bora lá
Jocas animadas e aos pulos
De Madalena a 10 de Outubro de 2006 às 17:04
Desculpa, mas não resisto!
Que definição perfeita, desculpa!!!!
Já agora...posso também sugerir um chantilly para acompanhar o morango? ;)
E a parte dos dentitos também apreciei especialmente.
Espero que não te importes deste comentário.
Bj
Madalena
De Op.Louca a 10 de Outubro de 2006 às 17:33
É claro que não me importo, até porque o blog nem meu é, e mesmo que fosse, tenho lido os teus comentários e gosto do que escreves.
Quanto ao chantilly, foi bem sugerido sim....mas ficaria um beijinho doce demais. : )
Beijitos : )))

De Madalena a 10 de Outubro de 2006 às 20:33
Ai não digas isso!! Um beijo nunca é doce demais...aliás para mim quanto mais melado melhor ;)
Opiniões...
Bjs
Madalena
De Madalena a 10 de Outubro de 2006 às 20:35
Voltei porque me esqueçi de te dizer para se quiseres,claro, passares no meu blog para dares a tua opinião.Serás bem vinda.ta?
Encontras aki no blog do Zé Pedro o link: apenasmadalena
Bjs
Madalena
De Op.Louca a 11 de Outubro de 2006 às 02:37
Ehehehehhe;)
Eu já lá andei a ler, só não deixei comentário...mas já que me deste um ok...sim, deixarei....embora eu seja terrível para a brincadeira. ;)
E se gostas de beijinhos adocicados...deixo-te um com muito chantilly ( acabei de chegar do aniversário do meu paizão.)
De ZePedro a 11 de Outubro de 2006 às 08:47
Regras deste blog quando se trocam beijos o dono da casa deve ser tambem contemplado.....
De Op.Louca a 11 de Outubro de 2006 às 09:50
Ah sim?!? E se não me apetecer dar um beijito ao dono da casa, hum, hum?
Já agora isso foi o quê, vontade de saborear um pouco do chantilly? : )
( Pensando no que me poderá acontecer se não lhe deixar um beijinho.)
Dou......não dou......dou.....não dou....e " pronto".....Não dou! :p
;)
De ZePedro a 11 de Outubro de 2006 às 11:23
Pois fiezestes bem em não dar esse com chantilly de certeza que não ia gostar, não gosto mesmo de chantilly....
beijo agradecido
De Op.Louca a 11 de Outubro de 2006 às 12:17
As coisas que eu vou descobrindo...eheheheheh
Beijinho ;)
De ZePedro a 11 de Outubro de 2006 às 13:22
E gostas do que descobres ou nem por isso?
Joquita
De Op.Louca a 11 de Outubro de 2006 às 14:03
Primeiro vou analisar tudo muito bem analisado.....depois te direi se estou a gostar ou não!
Combinados??!!??? ( ...e desta nada de colocar electrodomésticos pelo meio )
Senão qualquer dia, em vez de um blog, vai parecer uma publicidade de uma loja.
Beijitos.....
De ZePedro a 11 de Outubro de 2006 às 14:38
Tens muito tempo
Analisa com a calma toda
Eu sou paciente e muito
Jitos
De Op.Louca a 11 de Outubro de 2006 às 18:31
Ainda bem que és paciente, pois irei levar muito tempo para analisar tudinho.

( E para que possa analisar com muita calma, ausentar-me-ei daqui uns dias.)

Deixo-te um beijinho bem repenicado, para que não tenhas saudades!
Ehehehehehe ; )
De Op.Louca a 16 de Outubro de 2006 às 00:36
Voltei .......e já com tudo analisado!!! ;)

Então e essas saudades foram muitas??!!??

( Está uma madrugada maravilhosa....acho que vou até á varanda para te puder enviar um beijinho formado numa gota de chuva, que tal achas a ideia, heim? )


De Angelzita a 12 de Outubro de 2006 às 01:18
Zé Pedro,

Antes de mais peço desde já as minhas desculpas mas sendo uma pessoa directa como sou não me parece que estas trocas de "brincadeiras" tragam algum valor acrescentado ao blog de uma pessoa pela qual nutro um grande respeito e que tenho como uma pessoa muito crescida e madura (deixo desde já uma proposta : porque não se fazem estas trocas de comentários no cantinho do que fôr ?)

Que me desculpem as pessoas que possam ficar chocadas com esta minha introdução mas não me sentiria eu caso não o fizésse pelo que vejo de bom no blog do Zé Pedro. Sinto que lhe devo expressar o que senti ao práticamente nada ler sobre o texto exposto....mil pedões de antemão

Quanto à relação física per si digamos que já a experimentei sim mas não a posso desprovir totalmente de algum sentimento : mais que não seja a famosa quimica ou atracção física. É uma relação que caso seja vivida com as "cartas sobre a mesa" desde o minuto 0 é gratificante sim....em termos de auto-estima pois muito se retira da mesma. É intensa...de curta duração e pode daí advir uma camaradagem saudável na sua sequência pois a tal quimica existiu. A minha experiência foi gratificante e ainda hoje há uma enorme camaradagem com a pessoa em causa (mas para mim qualquer acto sexual é convertido em "fazer amor" a não ser que haja um acto comercial associado)

Esta não é a minha relação de maneira alguma de eleição pois por natureza sou uma Mulher emocional (sentimento e sentir são quase cruciais para a minha sobrevivência e respirar) mas posso dizer sim pode valer a pena desde que tudo esteja muito claro desde sempre e não é do tipo ver alguém e zás....é algo que surge, cresce até chegar à concepção do momento

Fica bem e mais uma vez digo que serei sincera sempre,
Angela
De Op.Louca a 16 de Outubro de 2006 às 00:43
Ena...ena....achei piada a essa proposta, se achei!

( porque não se fazem estas trocas de comentários no cantinho do que fôr ?)

Que eu saiba isto aqui já é um cantinho, aliás é o cantinho do Zé Pedro...e muito agradável!!!!

A única " chocada " aqui pareces ser tu ao que me parece.....bom....para si, " Menina" AngelZita um Beijinho onde mais o desejar! ;)
De Angelzita a 16 de Outubro de 2006 às 02:13
De forma alguma chocada...mas com direito de liberdade exprimir o que Eu achar mais conveniente e que saiba fui evasiva qb sobre o assunto mas parece que alguém se sentiu afectado....a intenção não era essa claramente

O Zé Pedro entendeu o meu comentário e isso é o que me interessa a mim....única e exclusivamente pelo enorme respeito que lhe tenho em termos de escrita....mas como tb não resisto a responder a uma boa provocação....digo que mantenho toda e qq palávra da minha introdução no 2º triptico e que dada a minha personalidade assim me menterei fiel a mim própria

Fique muito bem
Angela
De ZePedro a 16 de Outubro de 2006 às 09:57
A relação fisica como eu disse é algo que deve ser assumido á partida para que não exista uma entrega apenas de uma parte e algo quase apenas mecanico e não realmente sentido da outra para que a relação não seja desiquilibrada.
Mas sendo tu alguem que sente de um modo emocional sempre farás amor ao teu modo.
Beijo
De Maria Luis a 24 de Fevereiro de 2008 às 02:59
Tive que pensar bastante sobre o que escreveste (não viste o fumo?) antes de fazer qualquer comentário.
É um assunto muito delicado para mim, pois implica enfrentar uma situação muito recente e desagradável. Mas todos nós temos que enfrentar os nossos fantasmas de frente e mostrar-lhes que não temos medo deles (às vezes estamos a tremer, mas não temos que o mostrar). Só o facto de eu conseguir falar disto já deve ser o suficiente para os manter à distância, pelo menos, por algum tempo.
Existem pessoas que realmente só sabem relacionar-se com as outras desta maneira, eu sei, conheci uma. Só que, mesmo sendo um relacionamento estéril, foi manipulado até ao mais ínfimo pormenor a fim de dar a entender que não o seria. É claro que o resultado foi um envolvimento realmente sentido de uma das partes (a minha, claro). E no final das contas, não consigo dizer que não tenha tirado algum proveito da situação. Deu-me a certeza de que estou viva, não morri afinal para a vida, deu-me o conhecimento de que algumas pessoas são tão egoistas que nem pensam em por as cartas na mesa e definir o jogo. Apenas jogam, fazem batota, ganham o jogo, e ainda se acham uns grandes jogadores. Não sabem, no final, o que perdem. Se eu soubesse quais as regras, não teria sequer jogado.

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.pensamentos recentes

. Desejar e querer

. Dia de lembrar o primeiro...

. Dependencias

. Escutas Telefónicas

. Indignação

. Dia Mundial do Beijo

. Desodorizantes

. Escrita

. Cena do quotidiano

. Horários

.arquivos

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.Locais com imenso interesse

blogs SAPO

.subscrever feeds