Segunda-feira, 8 de Janeiro de 2007

O nevoeiro

Curiosamente os fenómenos da natureza são algo que costuma inspirar palavras que acabam por ser escritas.

Tem sido uma presença constante destes dias o nevoeiro pela manhã (será de notar que a data de escrita deste texto pode nada ter a ver com a data de publicação), e o nevoeiro encontra-se associado na tradição ao aparecimento de algo desejado.

Relembro o mito do D. Sebastião.

Mas para mim o nevoeiro significa muito mais do que isso, para mim o nevoeiro é um esconder da realidade que numa observação mais lata poderá ser o meio para nos transportarmos para uma outra dimensão.

O referir uma outra dimensão nada tem a ver com novos universos ou mundos paralelos embora por vezes desse vontade de atravessar o espelho como a Alice fez num livro bem interessante.

Então o que é a nova dimensão? Não é nada de especial é apenas aquele lugar onde tudo acontece de acordo com o que sentimos.

Talvez um local que pode ser perfeito só para nós.

Mas tal como o nevoeiro esse local é efémero e basta um raio de sol para nos trazer de novo à realidade.

Acaba o difuso e aparece a nua realidade.

Mas os momentos nessa nova dimensão acabam por fazer com que acabemos por olhar para nós de um modo que nem sempre vemos e ajudam a que a nossa realidade possa ser melhorada pois existe sempre algo que podemos fazer para melhorar a nossa realidade.

Por isso gosto de vogar no nevoeiro mas não se pode vogar por muito tempo para que não se confundam desejos com realidades, apenas o tempo suficiente para que os desejos ajudem as nossas realidades.

sinto-me : desejando
música: Es una historia - Presuntos Implicados
publicado por ZePedro às 09:00
link do post | favorito
De apenasMadalena a 8 de Janeiro de 2007 às 11:48
E pronto, lá terei que ser outra vez a 1ª a comentar!!!
Olha até tenho receio de falar sobre este tema, sabes...
O nevoeiro sempre foi para mim, desde miúda, um enigma tão grande, uma coisa da natureza, que sempre me meteu medo... O não ver coisas ou pessoas nitidamente, o sentir aqueles como que "dedos gelados" na pele, a ideia de que irá surgir algo mau qd transpuser essa cortina branca, assim tipo mistura de fumo e vapor, mas frio... Uiiii olha já tou arrepiada!! Por isso, fico-me por aki!! E que venha o sol brilhante e quente muito depressa, please!!!! Ehehehe
Bjokas
Madalena
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.pensamentos recentes

. Desejar e querer

. Dia de lembrar o primeiro...

. Dependencias

. Escutas Telefónicas

. Indignação

. Dia Mundial do Beijo

. Desodorizantes

. Escrita

. Cena do quotidiano

. Horários

.arquivos

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.Locais com imenso interesse

blogs SAPO

.subscrever feeds